Os bonecos de Obraztsov se recusam a falar

Isabella Irlandini

Resumo


As explorações e o dilema de Sergei Obraztsov (1901-1992) com a voz no seu teatro de bonecos nos permitem entender a relação poética entre voz e boneco, assim como nos ajuda a compreender por que o Teatro de Animação, depois da Segunda Grande Guerra Mundial, relegou a voz a um segundo plano em relação à forma e ao movimento do boneco, ainda que a voz seja de extrema importância no teatro de bonecos tradicional.

Palavras-chave: Obraztsov. Petrushka. Voz. Teatro de Bonecos Tradicional. Teatro de Animação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2595034701192018074

Direitos autorais 2019 Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES, DIRETÓRIOS E BASES DE DADOS: