Vestir de luz

Adriana Tulio Baggio

Resumo


A designer italiana Nanni Strada foi pioneira em aportar às consagradas convenções da moda os temas do design e da produção industrial. Após a primeira Coleção Etnológica em 1973, em 1974, inspirada nos estudos do etnógrafo Max Tilke, projetou "o Manto e a Pele", uma pesquisa sobre os componentes primários de planejamento da roupa como recusa às normas de confecção típicas do estilismo. Em 1979 recebeu o prêmio Compasso de Ouro pela primeira roupa no mundo sem costura[i]. E em 1986, com os trajes de viagem "Torchons", deu início à pesquisa sobre a compressibilidade da roupa e seu uso nômade. 


[i]Em 2018, Nanni Strada recebeu mais uma vez o Compasso de Ouro, desta vez como prêmio por toda sua carreira no design. N. da T.

 


Palavras-chave


Moda; Design; Processo criativo; Tradução; Italiano

Texto completo:

PDF

Referências


Não há referências.




DOI: https://doi.org/10.5965/1982615x12262019171

Direitos autorais Adriana Tulio Baggio

Licença Creative Commons

      http://www.revistas.udesc.br/public/site/images/rocha1/ceart1.png