O ensino de geometria na educação inclusiva: o caso dos alunos surdos

Walber Christiano Lima da Costa, Marisa Rosâni Abreu da Silveira, Janeisi de Lima Meira

Resumo


O presente artigo teve como objetivo apresentar reflexões acerca do ensino de geometria para alunos surdos. No cenário inclusivo, há uma constante necessidade de que os conteúdos ensinados para os alunos surdos sejam apresentados em sala de aula usando a comunicação visual, isto é, apresentando-lhes imagens, símbolos, desenhos, materiais que proporcionam uma visualidade. Aliado a essa questão, vê-se a importância do uso da língua de sinais do surdo. Levando em consideração que muitos conceitos da geometria podem ser apresentados de forma visual, observa-se que o aluno surdo apresenta facilidades na aprendizagem desses conteúdos. O referido artigo buscou embasamento na filosofia de Ludwig Wittgenstein (1989), de autores ligados à educação matemática, como Pais (2006) e Gottschalk (2004), e autores da Educação de Surdos e Língua de Sinais, como Quadros & Karnopp (2004).

Texto completo:

PDF

Referências


ALMOULOUD,Saddo Ag; MANRIQUE , Ana Lucia; SILVA, Maria José Ferreira da; CAMPOS, Tânia Maria Mendonça. A geometria no ensino fundamental: reflexões sobre uma experiência de formação envolvendo professores e alunos. Revista Brasileira de Educação, 2004.

BARUK, Stella. Insucesso e Matemáticas. Tradução de Manoel Alberto. Lisboa: Relógio D’Água Editores, 1996.

FÁVERO, Maria Helena, PIMENTA, Meireluce Leite. Pensamento e linguagem: a língua de sinais na resolução de problemas.Psicologia: Reflexão e crítica. Vol. 19. Porto alegre, 2006.

GOTTSCHALK, Cristiane Maria Cornelia. A Natureza do Conhecimento Matemático sob a Perspectiva de Wittgenstein: algumas implicações educacionais. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, Campinas, Série 3, v. 14, n. 2, p. 305-334, jul./dez. 2004.

KRITZER, Karen L.; PAGLIARO, Claudia M. Matemática: Um desafio internacional para estudantes surdos. Cadernos Cedes, Campinas, v.33, n.91, p.431-439, set.-dez.2013.

MACHADO, Paulo César. Integração/Inclusão na escola regular: um olhar do egresso surdo. In: QUADROS, R. M. (Org.) Estudos Surdos I. Petrópolis, RJ: ARARA AZUL, 2006.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. Ed. Atlas. São Paulo, 2003; 5. ed.

PAIS, Luiz Carlos. Ensinar e aprender matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

QUADROS, Ronice M. de; KARNOPP, Lodenir B. Língua de Sinais Brasileira – Estudos Lingüísticos. ArtMed Editora. Porto Alegre, 2004.

VEIGA, Ilma Passos de Alencastro. A prática pedagógica do professor de didática. 11ª Ed. Campinas, SP: Papirus, 2008.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Fichas (Zettel). Lisboa: Edições 70, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.