O ensino de análise: contribuições e perspectivas na formação do professor de matemática

Marcos dos Santos Ferreira, Tarcila Oliveira Matos Muniz

Resumo


Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa qualitativa que teve como objetivo principal investigar o papel da disciplina Análise Real em cursos de formação de professores de Matemática do Ensino Básico. Nossa pesquisa consistiu em duas etapas: na primeira, fizemos um estudo bibliográfico de alguns trabalhos relacionados ao ensino de análise em cursos de formação de professores. Na segunda, fizemos uma análise do Projeto Pedagógico do curso de Licenciatura em Matemática da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) visando discutir as seguintes temáticas: objetivos, ementa e organização da disciplina Análise Real na matriz curricular do curso, relações entre teoria e prática e a formação dos docentes que ministram essa disciplina. Percebemos que a disciplina Análise Real favorece parcialmente na formação do professor de Matemática, pois esta oferece aos estudantes um tratamento sólido do conjunto dos números reais, este essencial no ensino básico.


Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, L. I. F.. A (re) construção do conceito de limite do cálculo para análise: um estudo com alunos do curso de licenciatura em matemática. 2011. 134f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, UFOP, Ouro Preto, 2011.

ÁVILA, G.. Cálculo das Funções de uma Variável. Rio de Janeiro: LTC Editora S. A., 1982.

BARONI, R. L. S e OTERO-GARCIA, S. C.. Uma constatação e várias questões sóbre o ensino de análise. In: XIII Conferência Interamericana de Educação Matemática – CIAEM, 2011, Recife . Anais...Recife, 2011.

BATARCE, M. S.. Um Contexto Histórico para Análise Matemática para uma Educação Matemática. 2003. 52f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, UNESP, Rio Claro, 2003.

BOLOGNEZI, R. A. L.. A Disciplina de Análise Matemática na Formação de Professores de Matemática para o Ensino Médio. 2006. 109 f. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2006.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES 1.302/2001, de 6 de novembro de 2001. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Matemática, Bachalerado e Licenciatura. Brasília: CNE, 2001.

______. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP 01/2002, de 18 de fevereiro de 2002. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília: CNE, 2002.

______. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP 02/2002, de 18 de fevereiro de 2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Brasília: CNE, 2002.

CIANI, A. B.; RIBEIRO, D. M.; JÚNIOR, M. A. G. Formação de Professores de Matemática: um Ponto de Vista de Egressos. In: Anais do IX Encontro Gaúcho de Educação Matemática, Caixias do Sul: Universidade de Caixias do Sul, 2006.

FIORENTINI, D.. A Formação Matemática e Didático-Pedagógica nas Disciplinas da Licenciatura em Matemática. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, n.18, p. 107-115, 2005.

LIMA, E. B.; DIAS, A. L. M.. A Análise Matemática no Ensino Universitário Brasileiro: a Contribuição de Omar Catunda. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 23, n. 35, p.453-476, abr. 2010.

LINS, R. C.. A formação pedagógica em disciplinas de conteúdo matemático nas licenciaturas em matemática. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, n. 18, p. 117-123, jun. 2005.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A.. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARTINES, P. T.. O papel da disciplina de análise segundo professores e coordenadores. 2012. 118 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática – Universidade Estadual Paulista – UNESP, Rio Claro, 2012.

MOREIRA, P. C.; DAVID, M. M. M. S.. Matemática escolar, matemática científica, saber docente e formação de professores. Zetetiké, Campinas, v. 11, n. 19, p. 57-80, 2003.

______. O conhecimento matemático do professor: formação e prática docente na escola básica. Revista brasileira de educação. Rio de Janeiro, n. 28, p. 50-62, 2005a.

______. A formação matemática do professor: licenciatura e prática docente. Autêntica, Belo Horizonte, 2005b.

MOREIRA, P. C.; CURY, H. N.; VIANNA, C. R. Por que Análise Real na Licenciatura? Zetetiké, Campinas, n. 23, p.11-42, 2005.

OTERO-GARCIA, S. C.. Uma Trajetória da Disciplina de Análise e um Estado do Conhecimento sobre seu Ensino. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual Paulista – UNESP, Rio Claro, 2011a.

______. Questões críticas em ensino de análise matemática. In: X Congresso Nacional de Educação. Paraná, 2011. Anais...Paraná, 2011b.

PROJETO ACADÊMICO CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA da Universidade Estadual de Santa Cruz. Disponível em: http://www.uesc.br/cursos/graduacao/licenciatura/matematica/projeto_academico_curricular.pdf

REIS, F. S. A Tensão entre Rigor e Intuição no Ensino de Cálculo e Análise: A Visão de Professores-Pesquisadores e Autores de Livros Didáticos. 2001. 302f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, UNICAMP, Campinas, 2001.

SANTOS, D. M. F.; MORELATTI, M. R. M.. A Álgebra no Projeto Pedagógico de um Curso de Licenciatura em Matemática: Implicações Pedagógicas. In: XI Encontro Nacional de Educação Matemática – ENEM, 2013, Curitiba. Anais...Curitiba, 2013.

VASCONCELOS, M. L. M. C. A Formação do Professor de Terceiro Grau. São Paulo: Pioneira, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.