UMA VISÃO ARTICULADA DAS TEORIAS DE PIAGET E VYGOTSKY E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Kariston Pereira, Iandra Pavanati, Julio Schruber Junior, Vanessa Suzuki, Luiz Maia, Francisco Pereira Fialho

Resumo


A questão da interação humana nos processos educacionais presenciais pode beneficiar a aprendizagem. Por outro lado, os processos interativos são fontes geradoras de problemas que podem dificultar e comprometer o aprender. Além dos já conhecidos problemas trazidos da transposição dos métodos presenciais de ensino para os virtuais, tais como falhas nos métodos de avaliação, tem-se o agravamento de questões como a falta de motivação e a evasão. Surge também uma nova questão de sociabilidade que é a dificuldade de interação promovida pela distância entre os personagens do processo. Essa problemática não foi solucionada por completo no ambiente presencial de educação e é agravada no âmbito da Educação a Distância. Este artigo pretende discutir uma articulação de idéias entre as teorias de Piaget e Vygotsky que possam apoiar o desenvolvimento de ambientes virtuais de ensino mais eficazes. Tendo como condição inerente a distância entre aluno e professor, e aluno e aluno, imposta pelo meio virtual, esta proposta de abordagem pode trazer benefícios das questões levantadas pelos dois pensadores e promover resultados mais profícuos nas novas Tecnologias Educacionais . O artigo parte de uma revisão bibliográfica para tecer sua discussão e permitir indagar sobre possíveis contribuições compatíveis e articuladas entre as teorias de Vygotsky e Piaget.

Palavras-chave


Vygotsky, Piaget, Educação a Distância.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários
 |  Incluir comentário