Por trás da máscara: transculturalidade em Vsevolod Meierhold e Jacques Lecoq

Erico José Souza de Oliveira

Resumo


Este artigo discute as relações transculturais existentes no seio de um processo cênico-pedagógico, tanto no tocante ao trabalho do encenador quanto no do atuante. Tendo como referências centrais as propostas pedagógicas de dois grandes mestres da história do teatro: Vsevolod Meierhold e Jacques Lecoq, analiso a importância da máscara enquanto elemento potencializador de processos criativos para a cena no teatro contemporâneo. Para refletir sobre tal tema, apoio-me na constatação preliminar de que, para estes dois encenadores-pedagogos, o interesse sobre o elemento máscara ultrapassa em muito uma visão utilitária do objeto, como mero mecanismo de revivescência de tradições teatrais deslocadas de seu contexto sociocultural, e promulga uma forma de pensar-fazer teatro que se ousa chamar aqui de máscara potencial, isto é, um pensar sobre a máscara como ideia silogística e lugar de metamorfoses e hibridismos cênicos.


Palavras-chave


Transculturalidade; Vsevolod Meierhold; Jacques Lecoq; Máscara; Teatro contemporâneo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312909122014003



Direitos autorais 2014 Erico José Souza de Oliveira

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio