Moda desconstrutivista à la Jacques Derrida: um conceito estético ou "defeito” de construção?

Cristiano Max Pereira Pinheiro, Milena Cherutti

Resumo


O desconstrutivismo surge como uma estratégia originária do filósofo do século XX, Jacques Derrida, a qual tem como base desierarquizar conceitos demasiadamente estruturados. O mesmo tem sua origem na literatura, mas seus conceitos foram traduzidos a diversas áreas, como cinema, arquitetura e design. Dessa forma, a presente pesquisa tem como questão norteadora de que forma a moda apropria-se do desconstrutivismo de Derrida para a criação de coleções. Objetiva compreender os conceitos e as características do desconstrutivismo e da moda desconstrutivista, por meio de uma breve análise do trabalho de estilistas como Martin Margiela, Yohji Yamamoto, Rei Kawakubo (à frente da marca Comme des Garçons), Issey Miyake e Jum Nakao. A natureza da pesquisa é básica, com o procedimento técnico classificado como pesquisa bibliográfica, a partir de autores como Derrida (1967), Vasconcelos (2003) e Loscialpo (2011). Percebe o desconstrutivismo como um movimento iniciado nos anos 1980, como crítica a própria compreensão da moda, onde antigos conceitos já consolidados podem, e devem, ser desmontados, repensados/reformulados.


Palavras-chave


Desconstrutivismo; Moda desconstrutivista; Jacques Derrida; Desenvolvimento de coleção

Texto completo:

PDF/A EPUB HTML

Referências


BLANKS, Tim. Fall 2011 ready-to-wear: Issey Miyake. Vogue, Paris, 03 Mar. 2011. Disponível em: https://www.vogue.com/fashion-shows/fall-2011-ready-to-wear/issey-miyake. Acesso em: 31 out. 2019.

CARVALHAL, André. A moda imita a vida: como construir uma marca de moda. São Paulo: Estação das Letras e Cores; Rio de Janeiro: Ed. Senac Rio, 2016.

CRANE, Diana. A moda e seu papel social: classe, gênero e identidade das roupas. Senac SP, 2006.

DERRIDA, Jacques. De La Gramatologie. Paris: Les Éditions de Minuit, 1967.

FOGG, Marnie. Tudo sobre moda. Rio de Janeiro: Sextante, 2013.

KIZILTUNALI, Gizem. A deconstructive system: fashion. In: GLOBAL CONFERENCE INTER-DISCIPLINARY.NET, 4., 2012, [s.l.]. Disponível em: https://www.inter-disciplinary.net/conferences/. Acesso em: 14 nov. 2019.

LEE, Erika Yamamoto. Jum Nakao: moda e pensamento artístico. 2012. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) – Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

LOSCIALPO, Flavia. Fashion and philosophical deconstruction: a fashion in-deconstruction. Oxford: Inter-Disciplinary Press, 2011.

MARIANO, Maria Luiza Veloso. Da construção à desconstrução: a modelagem como recurso criativo no design de moda. 2011. Dissertação (Mestrado em Design) – Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo. 2011.

MENESES, Ramiro Délio Borges de. A desconstrução em Jacques Derrida: o que é e o que não é pela estratégia. Universitas PhilosoPhica, Bogotá, v. 30, n. 60, p. 177-204, enero/jun. 2013. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/unph/v30n60/v30n60a09.pdf. Acesso em: 30 out. 2019.

MOWER, Sarah. Spring 2009 ready-to-wear: Maison Margiela. Vogue, Paris, 28 Sep. 2008. Disponível em: https://www.vogue.com/fashion-shows/spring-2009-ready-to-wear/maison-martin-margiela. Acesso em: 31 out. 2019.

MOWER, Sarah. Spring 2016 ready-to-wear: Comme des Garçons. Vogue, Paris, 03 Oct. 2015. Disponível em: https://www.vogue.com/fashion-shows/spring-2016-ready-to-wear/comme-des-garcons. Acesso em: 31 out. 2019.

NAKAO, Jum. A costura do invisível (Brasil). 2004. Disponível em: http://www.jumnakao.com/portfolios/a-costura-do-invisivel/. Acesso em: 30 out. 2019.

PEDROSO JUNIOR, Neurivaldo Campos. Jacques Derrida e a desconstrução: uma introdução. Revista Encontros de Vista, n. 5, p. 9-2, jan./jun. 2010. Disponível em: http://encontrosdevista.com.br/Artigos/Neurivaldo_Junior_Derrida_e_a_desconstrucao_uma_introducao_final.pdf. Acesso em: 30 out. 2019.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de Freitas. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SANTOS, Heloisa Helena de Oliveira. A definição da moda em contextos de economia criativa: o da UNCTAD/ONU e suas repercussões no Brasil. IARA: Revista de Moda, Cultura e Arte, São Paulo, v. 9 n. 1, p. 93-113, set. 2016. Disponível em: http://www1.sp.senac.br/hotsites/blogs/revistaiara/wp-content/uploads/2016/09/123-Iara-artigo.pdf. Acesso em: 30 out. 2019.

SILVA, Wanessa Gonçalves. Desconstrutivismo e o conceito de différance. ENCONTRO CELSUL: Círculo de Estudos Lingüísticos do Sul, 6., 2004, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis, UFSC, 2004.

SVENDSEN, Lars. Moda: uma filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

VASCONCELOS, José Antonio. O que é a desconstrução?. Revista de Filosofia Aurora, Curitiba, v. 15, n. 17, p. 73-78 Curitiba, jul./dez. 2003. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/3421/3337. Acesso em: 31 out. 2019.

VERNER, Amy. Fall 2017 ready-to-wear: Yohji Yamamoto. Vogue, Paris, 03 Mar. 2017. Disponível em: https://www.vogue.com/fashion-shows/fall-2017-ready-to-wear/yohji-yamamoto. Acesso em: 31 out. 2019.




DOI: https://doi.org/10.5965/1808312914242019092



Direitos autorais 2019 Cristiano Max Pereira Pinheiro, Milena Cherutti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio