Colégio de senhoritas: música original de Chiquinha Gonzaga

Maria Ignez Cruz Mello, Acácio Tadeu de Camargo Piedade Tadeu de Camargo Piedade, Alexandre da Silva Schneider

Resumo


Em meio às grandes transformações ocorridas no Rio de Janeiro no fim do século XIX e início do século XX, uma mulher surgiu desafiando os padrões da época. A "pianeira", compositora e maestrina Chiquinha Gonzaga conquistou grande sucesso com seus tangos, polcas, maxixes e, principalmente, com o teatro musicado. Colégio de Senhoritas, opereta de Frederico Cardoso de Menezes com música de Chiquinha Gonzaga, estreou em 1912, um pouco antes do maior sucesso da compositora, a burleta Forrobodó. Pretende-se aqui não apenas resgatar esta obra, há muito tempo arquivada e esquecida, mas também realizar uma análise acurada abordando o contexto em que ela foi composta, discutindo aspectos musicais e questões de relações de gênero nela presentes, destacando o importante papel da compositora para o desenvolvimento da música brasileira.

Palavras-chave


Chiquinha Gonzaga; Opereta; Teatro Musicado; Relações de Gênero e Música

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312903052008584



Direitos autorais 2008 Maria Ignez Cruz Mello, Acácio Tadeu de Camargo Piedade Tadeu de Camargo Piedade, Alexandre da Silva Schneider

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio