Teatro de animação: relações didáticas e pedagógicas

Alex de Souza

Resumo


O presente artigo trata do teatro de animação brasileiro, mais especificamente no que concerne ao desenvolvimento desse tipo de teatro no meio escolar. Percebe-se que no Brasil a incursão do teatro de animação nos meios de ensino propiciou a essa arte uma consistente proliferação da linguagem, ampliando o campo de atuação de artistas e atingindo maior público. Contudo, a rápida difusão ocorrida no meio escolar, principalmente entre as décadas de 1950 e 1970, propiciou a criação de pré-conceitos que de certa forma fragilizaram o teatro de animação enquanto forma artística, atribuindo-lhe fortemente a função de “ferramenta didática” escolar. As reflexões propostas neste artigo partem das análises de materiais bibliográficos relacionados à história do teatro de animação brasileiro, ao ensino de teatro, à pedagogia, além das observações de espetáculos em circulação na atualidade com foco na programação das quatro primeiras edições do Festival Internacional de Teatro de Animação de Florianópolis – FITAFloripa.


Palavras-chave


teatro de animação; teatro didático; pedagogia; escola

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312906082011001



Direitos autorais 2011 Alex de Souza

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.