Reflexões sobre o Ensino de Ciências no contexto da Pós-Graduação, Graduação e na Educação Básica

Sérgio Camargo

Resumo


Esta fala teve como propósito tecer algumas reflexões sobre o Ensino de Ciências no âmbito da Pós-Graduação, da Graduação e da Educação Básica. No que se refere à pós-graduação foram destacadas questões relacionadas à estrutura curricular; linhas de pesquisa; projetos de pesquisa; Grupos de pesquisa e projetos de cada grupo; workshop e ciclo de seminários. Destacando-se que essas questões devem propiciar aos futuros professores pesquisadores construir projetos de pesquisa pertinentes, viáveis, coesos, coerentes e com uma fundamentação teórico-metodológica sólida. Sobre a Graduação, foram levantadas questões do tipo: para que Ensinar Ciências?  Para quem?  Para fazer vestibular? Formar um cidadão crítico para uma sociedade democrática? Qual é a visão da sociedade sobre o ensino de ciências? Qual o papel do professor de ciências? Formar professores em contextos sociais em mudança. A escola pode ficar imóvel em contextos sociais em transformação? Além disso, outras temáticas foram abordadas como a prática reflexiva e a racionalidade comunicativa como domínio da complexidade; a participação crítica como responsabilidade da cidadania e a questão do ensino de ciências ter sido frequentemente conduzida de forma desinteressante e pouco compreensível. Precisamos dar mais atenção aos nossos processos formativos. Defende-se aqui a mudança do processo educativo no qual seja considerada a experiênciação de modelos pautados na racionalidade dialógica. É importante considerar nas discussões sobre o ensino de ciências a reflexão sobre a prática docente; A relação entre a universidade - escola; Ter conhecimento sobre o teor dos documentos oficiais: Problemas relacionados à prática pedagógica; A relação entre teoria e prática; Sujeito como construtor do conhecimento. Na Educação Básica, dentre outras coisas, faz-se necessário selecionar conteúdos e métodos em função dos objetivos de ensino; estabelecer os vínculos entre ensino e aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das capacidades dos alunos. Por fim, refletimos sobre alguns desafios para o ensino de ciências, como por exemplo, ensinar ciências na era da tecnologia da informação e comunicação; formar profissionais para uma sociedade em mudança, com compromissos sociais, éticos e uma abordagem interdisciplinar e articular a pós-graduação, a graduação e a educação básica em todas as áreas de conhecimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.