Construção da identidade docente: a vivência nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental

Carolina Melchert, Jordelina Beatriz Anacleto Voos

Resumo


Este pôster digital apresenta a vivência do estágio nos anos iniciais do Ensino Fundamental, sucedido em uma escola da rede municipal de ensino do município de Joinville, em uma turma de primeiro ano, no olhar da estagiária. De modo que se alcançasse o objetivo proposto, isto é, possibilitar à criança a construção do conhecimento nos mais diferentes aspectos, durante o período de estágio foram realizadas diferentes atividades, partindo da problematização: de que forma a introdução da temática sobre a domesticação dos animais na abordagem pedagógica interdisciplinar pode contribuir no processo de aprendizagem das crianças, construindo conhecimento científico, articulado às demais áreas curriculares? A abordagem metodológica utilizada no estudo é de caráter quali-quantitativo, cuja perspectiva favorece uma compreensão mais ampla do tema abordado. Por meio das observações em sala e também das atividades desenvolvidas com a turma de primeiro ano, constatou-se a importância em abordar temas do cotidiano, pois estes despertam maior interesse no processo de aprendizagem. Os dados apontaram que os animais estão presentes no cotidiano das crianças, entretanto a maioria delas tem muito pouco conhecimento sobre animais e nenhum conhecimento sobre a história da domesticação, justificando, assim, o projeto de intervenção.


Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: ciências naturais. Brasília : MEC/SEF, 1997. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro04.pdf> Acesso em: 15 mai. 2016.

LUÍS, Dulce Marlene Pereira. Estudo do Meio: os animais no âmbito da Educação Pré-Escolar e do Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Angra do Heroísmo, 2013. Disponível em: < https://repositorio.uac.pt/bitstream/10400.3/2878/1/DissertMestradoDulceMarlenePereiraLuis2013.pdf> Acesso em: 15 mai. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.