Aspectos históricos e políticos da institucionalização da educação infantil no Brasil

Pamela Paola Leonardo, Tatiana Comiotto, Roger Miarka

Resumo


O presente artigo visa apresentar aspectos históricos e políticos referentes à institucionalização da educação infantil no cenário brasileiro por meio de uma pesquisa bibliográfica realizada em livros, artigos e legislações. Para isso, parte-se do panorama internacional europeu em que surge a educação infantil e realiza-se um estudo por meio da legislação brasileira dos modos como ela foi institucionalmente inserida no Brasil. Com isso, destaca-se a importância da educação infantil para o desenvolvimento integral da criança em seu aspecto físico, psicológico, intelectual e social, de modo que a educação infantil na perspectiva de instituição educadora distancia-se do perfil assistencialista, como foi considerada por muitos anos. Também como resultados, destacam-se neste artigo os principais acontecimentos históricos e políticos que delinearam a educação infantil como a primeira etapa da educação básica.


Texto completo:

PDF

Referências


BARRETO, Ângela M. R. Situação atual da educação infantil no Brasil. In: BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Subsídios para o credenciamento e funcionamento de instituições de educação infantil. v. 2. Coordenação Geral de educação infantil. Brasília: MEC/SEF/COEDI, 1998.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases. 1961- LEI 4024 61. Disponível em: < http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/129047/lei-de-diretrizes-e-base-de-1961-lei-4024-61>. Acessado em: 24 fev. 2013.

BRASIL. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Brasília: 1996. Disponível em: . Acessado em: 24 fev. 2013.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Referenciais Curriculares Nacionais de Educação Infantil. vol. 3. Brasília: 1998. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/ >. Acessado em: 01 fev. 2013.

BRASIL. Parecer CNE/CEB 020/2009; Resolução CNE/CEB N.º 5/2009. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação. Câmara da Educação Básica, 2009. Disponível em: < portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc.>. Acessado em: 24 fev. 2013.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (2011). Disponível em < http://bd.camara.gov.br >. Acessado em: 14 jan. 2013.

DIDONET, Vital. Creche: a que veio, para onde vai. In: Educação Infantil: a creche, um bom começo. Em Aberto/Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. v 18, n. 73. Brasília, 2001. p.11-28.

FERREIRA, Maria Clotilde Rossetti (Org.). Os fazeres na educação infantil. São Paulo:

Cortez, 2000.

KRAMER, S. et al. Com a pré-escola nas mãos: Uma alternativa curricular para a educação infantil. São Paulo. Ática, 1995.

KUHLMANN JR., Moisés. Infância e educação infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 1998.

LEONARDO, Pamela Paola. A construção do conceito de número na educação infantil segundo a perspectiva piagetiana. Trabalho de Graduação. Universidade do Estado de Santa Catarina. p.74, 2013.

LORENZATO, S. Educação Infantil e percepção matemática. Campinas: Autores Associados, 2008.

MARAFON, Danielle. Educação Infantil no Brasil: um percurso histórico entre as ideias e as políticas públicas para a infância. s/d. Disponível em: www.histedbr.fae.unicamp.br/acer_histedbr/.../ZjxYEbbk.doc. Acesso em 10 de fev. 2012.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Básica. Política nacional de educação infantil: pelo direito das crianças de zero a seis anos à educação. Brasília: 2006. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/ >. Acessado em: 20 fev. 2013.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Dúvidas mais frequentes sobre educação infantil. Brasília: 2010. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/ >. Acessado em: 15 fev. 2013.

PASCHOAL, Jaqueline Delgado; MACHADO, Maria Cristina Gomes. A história da educação infantil no Brasil: avanços, retrocessos e desafios dessa modalidade educacional. Revista HISTEDBR, n. 33, p.78-95, Campinas, 2009. Disponível em: < http://www.histedbr.fae.unicamp.br/revista/edicoes/33/art05_33.pdf> . Acesso em: 25 mar. 2013.

SOUZA, M. C. B. R. A concepção de criança para o Enfoque Histórico-Cultural. 154 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista. Marília, 2007.

OLIVEIRA, Z. Educação infantil: fundamentos e métodos. 7ª ed. São Paulo. Cortez, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.