Recursos educacionais abertos: análise de artigos científicos produzidos em 2014 e em 2015

Claudia Cristine Souza Appel Gonçalves

Resumo


Os Recursos Educacionais Abertos – REA - estão sendo utilizados, adaptados e produzidos por alunos, professores e pesquisadores. Esta pesquisa tem por objetivo analisar artigos científicos que contemplem como temática Recursos Educacionais Abertos, nos anos de 2014 e 2015, disponíveis no site de busca Google. A metodologia de pesquisa utilizada foi o estado do conhecimento e a técnica de análise de dados foi a análise de conteúdo embasadas em Lankshear e Knobel (2008), Bardin (2005), Franco (2005), Romanowski (2002), Romanowski e Ens (2006) e Soares (2000). Para a análise e interpretação dos dados, selecionamos alguns trechos dos artigos referentes a cada categoria elencada. Com base nos autores Hilu, Torres e Behrens (2015), Torres e Behrens (2014), Barros (2014), Torres e Irala (2014), Pereira (2015), Okada (2014), Santos (2013), os dados foram interpretados. Identificamos como categorias de análises: Metodologia de REA, Descrição de REA, Repositórios e Licença Aberta. Concluímos que, com as possibilidades que os REA proporcionam (distribuição e redistribuição de conteúdos digitais), aumentam as possibilidades para estudantes, professores e pesquisadores proporcionando novas metodologias de ensino pela possibilidade de troca de recursos educacionais.


Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições Setenta, 2005.

BARROS, Daniela M. V. Estilos de aprendizagem e as tecnologias: guias didáticos para o ensino fundamental. In: TORRES, Patrícia L. Complexidade: redes e conexões na produção do conhecimento. Curitiba : SENAR - PR., 2014.

BOARON, Danielle Cristine; SOUZA, Francisca Maria de; BUDEL, Gislaine Coimbra; HILU, Luciane; MACHADO, Margarete Winkler M.; GONÇALVES, Rose Mary. Recursos Educacionais Abertos. 2014. Disponível em http://pt.slideshare.net/dani_cb/recursos-educacionais-abertos-35697354. Acesso em 20 de abril de 2015.

FRANCO, Maria L. P. B. Análise do Conteúdo. Brasília: Líber Livro Editora, 2005.

HILU, Luciane; TORRES, Patricia L.; BEHRENS, Marilda A. REA (Recursos Educacionais Abertos) – conhecimentos e (des)conhecimentos. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 13, n. 01 p. 130 - 146 jan./mar. 2015.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele. Pesquisa pedagógica: do projeto à implantação. Porto Alegre: Artmed, 2008.

PEREIRA, Ângela M. de A. Uso de Recursos Educacionais Abertos (REA) na educação superior/UAB: sonho ou realidade? 161f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015. Disponível em: < http://www.repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13845>. Acesso em: 08 de julho de 2015.

ROMANOWSKI, Joana Paulin. As licenciaturas no Brasil: um balanço das teses e dissertações dos anos 90. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006.

ROSSINI, Carolina; GONZALEZ, Cristiana. REA: o debate em políticas e as oportunidades para o mercado. In: SANTANA, Bianca; ROSSINI, Carolina; PRETTO, Nelson de Lucca. Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas políticas públicas. São Paulo: Casa da Cultura Digital. 2012, pp. 35 – 69. Disponível em: http://livrorea.net.br. Acesso em: 08 de set. 2014.

SANTOS, Andreia Inamorato dos. Recursos Educacionais Abertos no Brasil: o estado da arte, desafios e perspectivas para o desenvolvimento e inovação. Tradução DB Comunicação. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2013. Disponível em: http://cetic.br/publicacoes/2012/rea-andreia-inamorato.pdf. Acesso em: 21 de jul. 2016.

SOARES, Magda Becker; MACIEL, Francisca Pereira. Alfabetização no Brasil: o estado do conhecimento. Disponível em: http://www.mec.inep.gov.br, 2000. Acesso em: 23 mar. 2015.

TORRES, Patrícia L.; BEHRENS, Marilda A. Complexidade, Transdisciplinaridade e Produção de Conhecimento. In: TORRES, Patrícia L. Complexidade: redes e conexões na produção do conhecimento. Curitiba : SENAR - PR., 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.