Aplicações de derivadas e resolução de problemas

Eliane Bihuna de Azevedo, Elisandra Bar de Figueiredo, Pedro Manuel Baptista Palhares

Resumo


Esse texto tem por finalidade relatar um experimento sobre a interpretação cinemática e a interpretação geométrica da derivada de uma função num ponto mediada pela metodologia de Resolução de Problemas (RP). Esse experimento foi utilizado para introduzir o assunto de derivadas em duas turmas de Cálculo Diferencial e Integral I (CDI1) de uma Universidade Pública. A metodologia de pesquisa utilizada foi qualitativa e os dados foram coletados por meio da observação participante e análise documental. Como resultado preliminar dessa pesquisa, observamos que, por parte dos estudantes, houve uma diferenciação entre a derivada de uma função e coeficiente angular da reta tangente. Essas atividades possibilitaram um contato inicial de parte dos pesquisadores com a RP como metodologia de ensino e possibilitou a investigação da aceitação dessa metodologia pelos discentes. Por fim, essa experiência auxiliará no planejamento de ações futuras, visando o objetivo da pesquisa de doutoramento ao qual esse trabalho está vinculado.


Texto completo:

PDF

Referências


ABDELMALACK, Andrea. O ensino-aprendizagem-avaliação de derivada para o curso de Engenharia através da resolução de problemas. 2011, 175 f. Dissertação (Mestrado em Ciências e Matemática), Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo.

FIGUEIREDO, Elisandra B.; SIPLE, Ivanete Z.; AZEVEDO, Eliane B.; MORO, Graciela. Uma experiência de trabalho colaborativo nas disciplinas básicas de matemática nos cursos de Engenharia. ABENGE. Revista de Ensino de Engenharia. v.33, n. 1, p 13-23, jan/jun, 2014.

GONÇALVES, Daniele C.; REIS, Frederico S. Aplicações de derivadas no Cálculo I: uma atividade investigativa aplicada à Engenharia de Produção utilizando o Geogebra. Revista da Educação Matemática da UFOP, 1, 9 p, 2011.

MENESTRINA, Tatiana C.; GOUGARD, Beatriz. Atualização e revisão pedagógica de cálculo e álgebra: Concepções e atitudes Inovadoras. XXXI Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Joinville (SC), 11 p., 2003.

NOGUTI, Fabiane C. H.. Um curso de matemática básica através da resolução de problemas para os ingressantes da Universidade Federal do Pampa – Campus Alegrete. 2014, 370 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2014.

ONUCHIC, Lourde R.; ALLEVATO, Norma S. G.; NOGUTI, Fabiane C. H.; JUSTULIN, Andressa M.. Resolução de Problemas: teoria e prática. Paco Editorial, Jundiaí/SP, 2014.

ONUCHIC, Lourde R.. A resolução de problemas na educação matemática: onde estamos? E para onde iremos? Espaço Pedagógico, v.20, n.1, Passo Fundo (RS), p. 88-104, jan/jun. 2013.

PAGANI, Érica M. L.; ALLEVATO, Norma S. G.. Ensino e aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral: um mapeamento de algumas teses e dissertações produzidas no Brasil. VIDYA, 34(2), jul./dez., 2014 - Santa Maria.

POLYA, George. A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Tradução e adaptação Heitor Lisboa de Araújo. Rio de Janeiro, Interciência, 2006.

RAFAEL, Rosane C.; ESCHER, Marco A.. Evasão, baixo rendimento e reprovações em Cálculo Diferencial e Integral: uma questão a ser discutida. VII Encontro Mineiro de Educação Matemática. Juiz de Fora (MG), 12 p., 2015.

UDESC. Departamento de Ciência da Computação. Projeto Político Pedagógico do Curso de Bacharelado em Ciência da Computação. Joinville (SC), 2010.

UDESC. Departamento de Física. Projeto Político Pedagógico do Curso de Licenciatura em Física. Joinville (SC), 2004.

ZUCHI, Ivanete. A abordagem do conceito de limite via sequência didática: do ambiente lápis papel ao ambiente computacional, 2005, 257f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.