Motivação e aprendizagem através da criação de videojogos educativos

Ana Rute Martins, Lia Raquel Oliveira

Resumo


O problema do insucesso escolar e as suas consequências a nível social e económico remetem para a necessidade de novas estratégias pedagógicas para motivar e ensinar alunos em contextos de risco. Nas últimas décadas, os videojogos têm sido alvo de investigação como veículos de aprendizagem, motivação e envolvimento. A utilização de videojogos na educação pode ser abordada numa perspetiva construcionista, colocando os alunos no papel de criadores de jogos educativos. Com este projeto pretendemos investigar se o desenho de jogos educativos aumenta os níveis de motivação de crianças e adolescentes em risco de insucesso escolar e contribui para a sua aprendizagem, melhorando o rendimento escolar nas disciplinas de matemática e português. Tendo em conta o papel central que o professor desempenha na escolha das estratégias de ensino-aprendizagem e na sua aplicação na sala de aula, pretendemos ainda investigar a disponibilidade e interesse dos professores para implementar este tipo de estratégias. Para responder a estas questões é utilizado um desenho metodológico misto concorrente.

Texto completo:

PDF

Referências


Canário, R. (2004). Territórios educativos e políticas de intervenção prioritária: uma análise crítica. Perspectiva, 22(1), 47-78.

Kafai, Y. B. (2006). Playing and making games for learning instructionist and constructionist perspectives for game studies. Games and culture, 1(1), 36-40.

Papert, S., & Harel, I. (1991). Situating constructionism. Constructionism, 36, 1-11.

Perrotta, C., Featherstone, G., Aston, H. and Houghton, E. (2013) Game-based Learning: Latest Evidence and Future Directions. NFER Research Programme: Innovation in Education. Slough: NFER.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.