Alfabetização e letramento digital: formação contínua para professores apoiada pela interoperabilidade didática

Elisabeth Gomes Pereira

Resumo


A presente comunicação discorre sobre uma experiência de formação contínua com professores especialistas em tecnologias educacionais da rede pública de ensino do estado do Ceará. Apoiados pela interoperatividade didática os especialistas se comunicaram e trocaram informações em rede sobre alfabetização e letramento digital, assim como, outros conteúdos pertinentes a área das tecnologias na educação. Conteúdos educacionais foram construídos pela comunidade de professores especialistas inserida no ambiente virtual denominado Jornada Virtual. O maior legado deixado pela comunidade virtual foi a possibilidade de circulação social e reutilização dos saberes construídos colaborativamente.


Texto completo:

PDF

Referências


BUZATO, Marcelo El Khouri. Sobre a necessidade de letramento eletrônico na formação de professores: o caso Teresa. In Cabral, L.G, Souza, P., Lopes, R. E.V. & Pagotto, E.G (Orgs.) Linguística e ensino: Novas tecnologias. Blumenau: Nova Letra, 2001.

______________________. Letramentos digitais e formação de professores. São Paulo: Portal Educarede, 2006. Disponível em: http://www.educarede.org.br/educa/img_conteu-do/marcelobuzato.pdf Acedido em 02 novembro 2011.

CASTELLS, Manuel. A galáxia internet. Reflexões sobre internet, negócios e sociedade. Lisboa: FCG, 2004.

COUTO, Maria Elizabete Souza. Alfabetização e letramento digital. Estudos IAT, Salvador, v.2, n.1, pp. 45-62, jan./jun., 2012.

DICIONÁRIO INFORMAL. Interoperabilidade. Disponível em: http://www.dicionarioinformal.com.br/interoperabilidade/. Acedido em 20 junho 2014.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. 23ª edição. São Paulo: Cortez Editora, 1989.

LÜCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009.

MCDERMOTT, Richard. Knowing in community: 10 critical success factors in building Communities of Practice. 2001. Disponível em: http://www.co-i-l.com/coil/knowledgegarden/cop/knowing.shtml. Acedido em 23 junho 2014.

MOURA, Maria Aparecida. Informação, ferramentas ontológicas e redes sociais ad hoc: a interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias. Informação & Sociedade, João Pessoa, v.19, n.1, pp. 59-73, jan./abr., 2009.

PEREIRA, Elisabeth Gomes. Tecnologias da Informação e Comunicação na formação continuada de professores: estudo de caso em escolas do Brasil e Portugal com recursos e aplicação do Google+. 2014. 446p. Tese (Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Tecnologia Educativa) - Universidade do Minho, Braga/Pt, 2015.

SILVA, Solimar Patriota. Letramento digital e formação de professores na era da web 2.0: o que, como e por que ensinar? Hipertextus Revista Digital, n.8, Jun. 2012. Disponível em: http://www.hipertextus.net. Acedido em 15 de junho 2014.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, nº 25, jan-abr, 2004. pp. 5-17. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n25/n25a01.pdf Acedido em 27 janeiro 2014.

WILMER, Celso e CORSINO, Patricia. Linguagem escrita e linguagem matemática: Memória, registros e coletividade. In BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. TV Escola. Boletim Salto para o Futuro: Linguagens e Sentidos. Brasília, DF: MEC/SEED, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.