Interfaces entre currículo e autonomia na escola: o nascimento de um projeto de investigação

Alessandra Costa, José Carlos Morgado

Resumo


Pensar em educação, significa pensar no desenvolvimento amplo do ser humano, nos seus aspetos social, cultural, intelectual, ético, moral, em costumes e hábitos já enraizados nos valores de uma sociedade. A educação concretiza-se através de situações presenciadas e experiências vividas e partilhadas por cada indivíduo ao longo da sua vida. O tema desta comunicação enquadra-se num projeto de pesquisa intitulado – Interfaces entre o currículo e a autonomia da escola: um estudo exploratório, ao longo do qual se procura não só compreender a concepção e contextualização dos conceitos mais diretamente envolvidos nesse processo, mas também recolher elementos que nos permitam averiguar como é que o currículo se organiza e operacionaliza na escola e inferir de que forma a sua organização e consequente operacionalização se refletem na autonomia curricular da escola e dos professores. O estudo a realizar decorrerá num Agrupamento de Escolas do Norte de Portugal e basear-se-á numa abordagem qualitativa, de natureza descritiva e interpretativa. Para o efeito, utilizaremos como técnicas de recolha de dados o inquérito por questionário e a análise documental e como técnica de tratamento de dados a análise de conteúdo. Nesta comunicação procuraremos fazer o Estado da Arte relativamente à temática em análise. Partindo de uma abordagem aos conceitos de currículo e autonomia, tentaremos compreender como é que o currículo se organiza e operacionaliza na escola e averiguar se esse processo interfere e/ou condiciona a autonomia curricular da escola e dos professores. Sendo o Estado da Arte uma síntese dos estudos/pesquisas realizados sobre um dado assunto, estamos convictos de que este será uma mais valia para o projeto que aqui se refere.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.