Avaliação em larga escala e a produção da diferença

Cladair Cândida Gomes

Resumo


A presente comunicação objetiva articular as concepções de currículo, diferença e avaliação em larga escala, pelo levantamento de pesquisas voltadas à temática da avaliação e à produção da diferença. Além disso, mediante um estudo bibliográfico, faz-se uma discussão de dados empíricos de pesquisas selecionadas, incluindo as técnicas de recolha de dados e a análise dos resultados. Para tanto, utilizou-se no estudo de pesquisas, teses de doutorado, estas justificadas pela indicação de temáticas localizadas em estudos acadêmicos brasileiros sobre a avaliação. Das pesquisas exploradas, são destacados o tema, a metodologia e os resultados, evidenciando a pesquisa empírica. Também são incluídas as perspectivas bibliográficas com teorias, conceitos, modelos, que se aproximam da pesquisa de doutorado, ainda em curso. Dentre os estudos da avaliação e da produção da diferença, a partir de teses, serão apresentados e explorados aspectos como o uso de exames e simulados, contribuindo para responsabilização da escola, provocando um distanciamento, ainda maior, das diferenças pela escola, uma vez que se ocupa por demasiado com os testes; o afetamento de outros contextos, no caso o lusitano, por esse dispositivo de controle do mercado, caracterizando a amplitude global desses testes, preocupados em homogeneizar para a igualdade, desconsiderando as diferenças; a discussão da percepção de gestão democrática em escolas com boas notas aferidas pelos testes, uma vez que tais escolas têm a gestão qualificada como reprodutivista, portanto podem ser reprodutoras/reafirmadoras das diferenças; as dicotomizações, como
escola boa ou ruim, que aproximam da ideia de escolas-mercado e elevam a objetividade em detrimento das subjetividades, logo dos diferentes; a consideração de um único conhecimento como válido, em detrimento de outros, provocando a acentuação de um currículo tecnocrático, dispensando saberes e sujeitos diversos; a avaliação como espaço de orientação políticopedagógico,
em uma forte concepção de mercado, em que educação torna-se instrumento para eficácia econômica, secundarizando questões sociais e, assim, as diferenças. Essa aproximação de aspectos importantes à pesquisa sobre a avaliação em larga escala e a questão da diferença aponta que a tônica dada ao enfoque quantitativo nos testes padronizados tem promovido a invisibilização das diferenças. Portanto, a relevância desse levantamento mostrase no diálogo com o tema da avaliação, promovendo a aproximação de conceitos como currículo, diferença, mercado, accountability, o que ratifica a pertinência do conteúdo da pesquisa em construção. Ao ter contrastado metodologias, instrumentos e conceitos em outras pesquisas sob o mesmo tema, o da avaliação, articulando-o com a produção da diferença, reafirmam-se outras possibilidades de avanços e contribuições à educação. Assim, conhecer e divulgar outros trabalhos referentes a temática pesquisada contribui com o desenvolvimento e construção de um aporte teórico, além de sinalizar a criação de subsídios bibliográficos, o que traz, entre outros, segurança ao pesquisador.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.