Adequações curriculares: uma análise acerca das práticas inclusivas no ensino regular

Dayane Kerly Borges Teixeira, Priscila de Sousa Barbosa Castelo Branco

Resumo


O estudo buscou investigar de que forma tem se dado a flexibilização do currículo na inclusão de alunos com deficiência no ensino regular nos anos iniciais do ensino fundamental na Rede Pública Municipal de São Luís-MA. Quanto aos procedimentos metodológicos contou-se significativamente com as contribuições de Chahini (2006); Mantoan (2015) e Minetto (2008), a investigação possui caráter qualitativo e a abordagem exploratória e descritiva. Os instrumentos utilizados para obtenção dos dados configuram-se na observação não-participante entrevistas estruturadas, questionários abertos e fechados. Os achados evidenciam que a realidade da comunidade escolar possui uma abertura para a proposta da educação inclusiva e se preocupa com a participação e aprendizagem das crianças com deficiência que estão matriculadas na escola. A gestão e coordenação da escola afirmam ainda que, procurando proporcionar o suporte dentro das possibilidades oferecidas pela Rede, a escola está sempre engajada nesta causa, entretanto pontuou-se que fazer com que a comunidade escolar compreenda que a inclusão é necessária, não é algo fácil e imediato. Como alternativas metodológicas, têm sido realizadas ações como formações pedagógicas, a fim de que as professoras do ensino regular tenham auxílio para fazer as adequações necessárias em seus planejamentos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.