Inclusão de discentes com deficiência: Dimensionamento sobre a política de acesso e permanência nos campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba.

Lamara Fábia Lucena Silva, Mariana Camilo Medeiro Rosa, Rivania de Sousa Silva

Resumo


O Brasil é signatário de normas internacionais e nacionais sobre o processo de inclusão,
de acordo com a cartilha do CENSO 2010 no país há 45.63.910 pessoas com deficiência
e, 1.045.631 estão no estado da Paraíba. Um número expressivo de alunos matriculado
em todos os níveis escolares. O Art. 27 da Lei no 13.146/ 2015 considera pessoa com
deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental,
intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir
sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais
pessoas. A educação inclusiva constitui um paradigma educacional fundamentado na
concepção de direitos humanos, que conjuga igualdade e diferença como valores
indissociáveis, e que avança em relação à ideia de equidade formal ao contextualizar as
circunstâncias históricas da produção da exclusão dentro e fora da escola. Não basta
ensinar aos PcDs habilidades e comportamentos produtivo-adaptativos, garantir o
acesso a serviços e recursos comunitários, para que o processo automaticamente ocorra.
A vivência escolar na efetivação dos direitos tem apresentado diversos desafios na
Educação Profissional e Superior nos Cursos do IFPB.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.