Instrumentos organizacionais do currículo da educação integral: um estudo no âmbito do Programa Mais Educação

Madison Rocha Ribeiro, Genylton Odilon Rego da Rocha

Resumo


Resumo: A discussão sobre organização e planejamento curricular, vista sobre uma ótica crítica da política curricular, é realizada por vários autores, entre eles destaca-se Sacristán (2000). Para esse autor, os códigos ou formato do currículo não são meras expressões isoladas. Ao contrário, são estabelecidos critérios de seleção, ordenamento e organização do currículo que levam em consideração concepções de educação, currículo, dentre outros aspectos que visam, de alguma forma, alcançar os objetivos sociais mais amplos, via escolarização. O artigo visa analisar os instrumentos prescritos para a organização curricular da educação integral no âmbito do Programa Mais Educação (PME), de modo a responder ao problema: que ideais educacionais estão subjacentes à definição desses instrumentos organizativos do currículo da educação integral? O estudo fundamentou-se nos princípios da abordagem qualitativa de pesquisa, tendo nos construtos teóricos de Bogdan e Biklen (1982), Triviños (1987), Minayo (2010) e Gati (2012) sua base de referência. Ao utilizar a pesquisa documental como método operacional orientou-se pelos estudos de Godoy (1995) e Sá-Silva, Almeida e Guindani (2009). Bardin (1977), Moraes (1999) e Franco (2012) foram os autores utilizados para direcionar a análise de conteúdo realizada nos documentos do Programa Mais Educação, base do referido estudo. A investigação foi desenvolvida a partir de seis documentos do Programa Mais Educação: Brasil (2007); Brasil (2009a); Brasil (2009b); Brasil (2009c); Brasil (2010) e Brasil (2014). O estudo desenvolveu-se considerando os seguintes passos: definição de conceitos como chave de leitura dos documentos, escolha dos documentos da análise, leitura individual dos documentos, identificação das unidades de registro e contexto, categorização e análise e interpretação das informações. Do processo de categorização das unidades de registro surgiram nove categorias analíticas, dentre elas, a categoria “organização curricular”, a qual destaca os instrumentos organizativos do currículo da educação integral, objeto de analise deste texto. A categoria organização curricular surge a partir da constatação e da compreensão de inúmeros fragmentos textuais, os quais nos levaram a essa temática. Precisamente três unidades de registros nos remeteram a essa categoria: Projeto Político Pedagógico da Escola, Projeto Pedagógico de Educação Integral e Mandalas. Neste sentido, esta categoria abrange, especificamente, os instrumentos prescritos nos documentos do PME para elaboração, organização e desenvolvimento da perspectiva de educação integral em destaque. A discussão do objeto de estudo possibilitou constatar que os instrumentos prescritos como códigos organizativos do currículo revelam uma perspectiva, aparentemente, democrática, intercultural e integrada de educação.

 

Palavras-chave: Currículo. Educação Integral. Organização curricular.

 

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.