Aspectos legais sobre a formação matemática do professor dos anos iniciais do Ensino Fundamental

Mateus de Souza Coelho Filho, Evandro Luiz Ghedin

Resumo


Na discussão sobre a formação do professor que ensina Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental é valido destacar alguns elementos de documentos legais que tratam a respeito desta temática. Esses documentos, de um certo modo, balizam a formação, o ensino e a prática pedagógica do professor na medida que destacam alguns aspectos de como o professor que ensina matemática nos anos iniciais deve proceder em seu fazer pedagógico. Tem como objetivo analisar os aspectos legais de alguns documentos legais que discutem sobre a formação Matemática dos professores que lecionam nos anos iniciais do Ensino Fundamental. É um estudo qualitativo, realizou-se uma pesquisa documental, a qual foi construída com base nos escritos da LDBEN 9394/96, PCN-Matemática (1997) e a Resolução 01/2006. O professor que ensina Matemática nos anos iniciais tem, a partir dos documentos mencionados, compromisso e responsabilidade importantes quanto a sua prática pedagógica e o ensino de Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Cabe a este profissional exercer sua função numa perspectiva que contemple a demanda e os anseios quanto ao seu papel no que se refere ao êxito e eficácia de seu trabalho docente, sempre levando em consideração e tendo como parâmetro os meios e os fins de seu importante e significativo trabalho docente, pensando nas possibilidades e expectativas que pode proporcionar na vida dos estudantes. Neste estudo os documentos legais analisados, nos dão pistas sobre a formação, o ensino e a prática pedagógica do professor que ensina Matemática nos iniciais na medida que trazem para discussão, análise e reflexão pontos que são importantes para a atuação destes profissionais. A LDB 9394/96 afirma que deverão ter uma formação sólida de maneira que atendam as particularidades do exercício da profissão, que nesta formação relacionem a teoria e a prática como condição para tornar material os conhecimentos adquiridos, as experiências também são elementos importantes que devem ser levados em consideração no percurso formativo, bem como na prática pedagógica destes profissionais. Os Parâmetros Curriculares Nacionais para o ensino de Matemática descrevem que o objetivo do ensino de Matemática, além de outros, é fazer, por meio da prática do professor, com que o aluno tenha uma relação dialógica com a mesma como condição para compreender e transformar, na medida do possível, a realidade e o mundo que o circunda, que este conhecimento matemático se democratize e ajude a construir sua cidadania, para que isto aconteça precisam relacionar o conhecimento matemático com as outras disciplinas, bem como com seu cotidiano, dando praticidade e dinamicidade aos conhecimentos por eles adquiridos. De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia o formado deverá ser capaz de exercer bem a profissão e ensinar com eficácia e de forma interdisciplinar a Matemática além das outras disciplinas, deverá ser capaz também de articular a decodificação e articulação dos códigos de diferentes linguagens que as crianças utilizam no seu cotidiano, bem como utilizar uma didática pertinente ao trabalhar os conteúdos referentes aos primeiros anos de escolarização.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário oficial da República Federativa do Brasil Brasília, DF, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura/Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. - Brasília, 1997.

RESOLUÇÃO CNE/CP 1/2006. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.