Formação matemática do professor dos anos iniciais: reflexões e considerações

Mateus de Souza Coelho Filho, Evandro Luiz Ghedin

Resumo


O processo formativo de professores, tanto inicial como contínuo, constitui-se como componente essencial para que ocorram mudanças na sociedade e na escola, bem como para que os objetivos educacionais sejam alcançados, isto porque é o professor que por meio de sua prática docente materializa o planejamento macro e micro da educação, elemento fundamental para o bom desenvolvimento da prática pedagógica deste profissional. Discuti sobre a formação do professor que ensina a Matemática, além das outras disciplinas, nos anos iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo deste estudo é fazer algumas considerações e reflexões a respeito da formação Matemática dos professores que ensinam Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental como elemento que contribui para o melhor exercício de e em sua prática pedagógica. Trata-se de um estudo qualitativo, realizou-se um estudo bibliográfico, o qual foi construído com base nos escritos de Fiorentini e Lorenzato (2006), Nacarato e Paiva (2008), Machado (1994), Santos (2015), D’ambrosio (1996), Curi (2005), Nacarato, Mengali, Passos (2011) além de outros autores que apoiaram e sustentaram este estudo. Fazemos algumas considerações e reflexões sobre a formação dos professores que ensinam Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental, discorremos sobre o aspecto metodológico e por último tecemos as considerações finais a respeito do presente trabalho, pois sobre esta temática ainda há muito o que se discutir e produzir enquanto elemento teórico e prático. A formação do professor que ensina Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental, seja inicial ou contínua, levando em consideração as circunstâncias do processo formativo, onde e como esta ocorre, pode contribuir de forma significativa para que este profissional desenvolva bem sua prática pedagógica, proporcionando compreensões e aprendizagens que possibilitem aos estudantes dialogarem e interagirem com a realidade no sentido de mudá-la de forma expressiva, isto porque o professor nesta etapa formativa adquiri conhecimentos teóricos e práticos, experiências e saberes importantes para o seu que fazer e como fazer pedagógico. A temática sobre formação de professores que ensinam Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental nos direciona a refletir sobre a importância desta no contexto da educação, principalmente se olharmos para o processo de formação de professores na perspectiva desta corresponder as transformações que a escola e a sociedade aspiram como produto de uma boa educação, com professores bem qualificados, que acreditem em mudanças, que tenham práticas docentes diferenciadas, com autonomia, compromisso político, ética e eficácia para que exerçam o ofício docente com responsabilidade, profissionalidade e profissionalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES NETO, H., e SANTOS, M. J. C. O Desconhecimento das Operações Concretas e os Números Fracionários. In Entre Tantos: Diversidade na Pesquisa educacional. Fortaleza, Ed. UFC. 2006. (Vol. l, pp. 190-199).

CERETA, Andressa de Siqueira, ROMIO, Leugim Corteze, MARIANI, Rita de Cássia Pistóia. Formação matemática de professores polivalentes: uma reflexão acerca de produções brasileiras. Anais do XII Encontro Nacional de Matemática-ENEM. Educação Matemática na Contemporaneidade: desafios e possibilidades, 13-16 de julho, São Paulo-SP, 2016.

CURI, E. Formação de Professores Polivalentes: uma análise dos conhecimentos para ensinar Matemática e das crenças e atitudes que interferem na constituição desses conhecimentos. Tese de Doutorado. PUC/SP. São Paulo. 2004.

CURI, Edda. A Matemática e os professores dos anos iniciais. São Paulo: Musa Editora, 2005.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Educação Matemática: da teoria à prática. 4 ed. Campinas, SP: Papirus, 1996.

D’AMBROSIO, B. S. Formação de professores de matemática para o século XXI: o grande desafio. (1993). v. 4, 1(10), 35-41.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FIORENTINI, Dario; LORENZATO, Sérgio. Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas: Autores Associados, 2006.

LORENZATO, Sérgio (org.). O laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas, SP: Autores Associados, 2006, p. 3-38.

MACHADO, N. J. Matemática e realidade. 3 ed. São Paulo, Cortez, 1994.

MAGINA, Sandra; SPINILLO, Aline Galvão. Alguns mitos sobre a educação matemática e suas consequências para o ensino fundamental. In: Regina Maria Pavanello. (Org.). Matemática nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental: A pesquisa e a sala de aula. 1 ed. São Paulo: Ed. SBEM, v. 2, 2004.

NACARATO, Adair Mendes; PAIVA, Maria Auxiliadora Vilela. A formação do professor que ensina Matemática: perspectivas e pesquisas. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

NACARATO, A. MENGALI, B. PASSOS, C. A matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. Autêntica Editora Ltda, Belo Horizonte, 2011.

NÓVOA, Antônio. (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa, Portugal: Dom Quixote, 1995.

SANTOS, Maria José dos. A formação do Pedagogo para o ensino de Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: Reflexões dedutivas e epistemológicas. XIV Conferência Interamericana de Educação Matemática-CIAEM. Anais do XIV Conferência Interamericana de Educação Matemática-CIAEM. 3-7 de Maio, Tuxtia Gutierrez, México, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.