A SALA DE AULA INVERTIDA E SUA RELAÇÃO COM A TEORIA DE MEDIAÇÃO DE VYGOTSKY

Maria da Graça Moraes Braga Martin, Luiza Pires Ribeiro Martins

Resumo


A Sala de Aula Invertida (SAI) é uma metodologia que vem se destacando na denominada Aprendizagem Ativa (active learning). Na SAI, o aluno tem contato com o conteúdo num tempo anterior à aula presencial e, na aula, são realizadas atividades que promovam a apropriação do conhecimento pelo aluno com a mediação do professor e interação aluno-aluno e aluno-professor. Portanto há uma inversão quando comparada à metodologia tradicional, que se baseia na exposição do conteúdo em sala de aula pelo professor e o aluno, ao estudar após a aula, estará sozinho. Portanto, na metodologia SAI o aluno está diretamente envolvido e comprometido com a sua aprendizagem, tendo papel ativo em todos os momentos do processo. Num primeiro momento, os alunos têm contato fora da sala de aula com o conteúdo através de materiais pedagógicos selecionados pelo professor, como por exemplo, vídeo aulas. Neste momento eles irão confrontar as informações disponibilizadas pelo professor sobre o conteúdo com as suas concepções prévias e identificar lacunas e dificuldades de compreensão. Num segundo momento, presencial, ocorre a interação entre professor e estudante e a colaboração entre os próprios estudantes, que trazem a sua reflexão e dificuldades observadas no primeiro momento sobre o conteúdo a ser trabalhado. Dessa forma, a SAI se aproxima dos fundamentos da Teoria de Mediação de Vygotsky. Para o autor a escola precisa atuar na estimulação da zona de desenvolvimento proximal de seus estudantes, despertando processos internos de desenvolvimento, que apenas são desencadeados pela interação em cooperação com o professor e com outros estudantes. Esta forma de pensar a apropriação do conhecimento foi o fundamento para um projeto de mestrado profissional que propõem uma sequência didática (SD) sobre a noção de equilíbrio químico baseada na SAI. Neste trabalho é apresentada a segunda parte da SD que aborda os fundamentos do equilíbrio químico. Para esta etapa da SD foram produzidos dois vídeos sobre o conteúdo de Equilíbrio Químico. A SAI foi realizada em dois encontros com 15 estudantes, de Química Geral Experimental (QEX) do curso de Licenciatura em Química da UDESC em Joinville, SC. No primeiro encontro foi apresentado o projeto e informado que seriam disponibilizados um texto, o roteiro do experimento e os vídeos sobre o conteúdo com uma semana de antecedência à atividade presencial. No segundo encontro foi realizada a atividade experimental no laboratório de química e com a presença da professora da disciplina. Os instrumentos de coleta de dados foram observações durante a aula presencial, questionários de perguntas abertas relacionados ao conteúdo e um questionário respondido on line com questões para analisar a proposta de Sala de Aula Invertida. Dos 15 alunos, sete (7) responderam este último.  Durante a aula os alunos se referiam aos vídeos nas discussões do conteúdo. Os sete alunos visualizaram os vídeos, mas um visualizou após a aula presencial. Três alunos informaram que aprendem melhor quando explicado pelo professor, mas seis responderam que os vídeos auxiliaram na compreensão do conteúdo e na resolução do questionário sobre o experimento realizado. Os alunos informaram que procuraram outras fontes para aprofundar o conhecimento. Como sugestões eles colocaram disponibilizar o material com maior antecedência e um  comentou que essa metodologia "dá autonomia ao aluno". Os dados mostraram que os vídeos contribuíram para a mediação na aula presencial e que incentivaram os alunos a estudarem fora da sala aula. Porém, ainda é necessário acompanhar mais aulas e a aplicação de mais atividades para verificar se os estudantes realmente se apropriaram dos fundamentos e qual foi o papel desses vídeos no processo de aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.