O debate da avaliação em larga escala no Brasil: características, referências e tendências

Adriene Bolzan Duarte

Resumo


Avaliação em Larga Escala (ALE) no Brasil é um campo de conhecimento que está em fortalecimento, no entanto, apresenta contradições com diferentes perspectivas teóricas e referências. Na tentativa de visualizar o que vem sendo produzido na área da Educação sobre ALE, afim de perceber a evolução científica destas pesquisas bem como lacunas existentes é que propomos este estudo.

Para a discussão da produção do conhecimento sobre Avaliação em Larga Escala no Brasil buscamos teses de doutorado e dissertações de mestrado que abordam esse tema. A coleta de informações se deu no portal da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) que reúne as teses e dissertações defendidas por brasileiros no Brasil e no exterior. O período temporal escolhido foi de 1990 a 2017, compreendendo desde a criação, institucionalização até a expansão da ALE no Brasil. Os termos de busca utilizados foram ‘Avaliação em Larga Escala’ e ‘Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica’.

Na intenção de buscar o maior número possível de teses e dissertações no momento do primeiro levantamento utilizamos os dois termos de busca e o período temporal para a coleta. Nesta ocasião apareceu um universo de 1002 trabalhos. Deste universo, passamos a ler o título e na sequência o resumo a fim de selecionarmos a amostra para a análise. A partir daí, adotamos como critério, selecionar os trabalhos que tratam das iniciativas nacionais, estaduais ou municipais de ALE da educação básica, articuladas à gestão escolar e gestão educacional, ao trabalho docente e a cultura escolar. Optamos por esses critérios afim de realizar a empiria dos trabalhos que tinham como foco estudar as ALE e suas articulações com a cultura escolar bem como com o trabalho docente. Como amostra para a análise selecionamos 25 trabalhos.

Para a sistematização das informações dos trabalhos coletados, construímos um Quadro Síntese de Informações. Para o preenchimento do quadro, lemos o título, resumo e palavras-chave e quando necessário o texto completo dos trabalhos. Na sequência analisamos e interpretamos as informações.

A análise nos permitiu organizar o texto em quatro partes: 1) Recorrência das publicações sobre avaliação em larga escala; 2) Autoria das teses de doutorado e dissertações de mestrado; 3) Eixos temáticos que prevaleceram no período estudado - a) Relação da avaliação em larga escala com as ações da gestão educacional municipal, b) Relação da avaliação em larga escala com os princípios da gestão democrática, c) Relação da avaliação em larga escala com a gestão escolar, d) Constituição da avaliação em larga escala e relações com políticas educacionais, e) Implicações das avaliações em larga escala no trabalho docente e trabalho escolar;  e por fim as considerações finais

Compreendemos que essa larga procura através dos anos (procuramos compreender 27 anos de produção) é justificada devido ao fato da pesquisa tentar cobrir, de forma ampla e satisfatória, toda a produção vigente nos últimos anos, no entanto estamos cientes das limitações existentes para essa tarefa. Visto que, por mais que a BDTD seja um portal confiável e respeitado, o Brasil ainda apresenta fragilidades para organizar bancos de produção acadêmica. Assim, a organização deste texto deve ser entendida como uma estratégia de exposição da situação encontrada, ou ainda, uma das sínteses possíveis da realidade, pois ao analisar, classificar e categorizar corremos riscos que qualquer tipo de categorização comporta.

Mesmo assim, estamos confiantes no estudo desenvolvido e nas possibilidades que se apresentaram para compreender o conhecimento elaborado, acumulado e sistematizado sobre avaliação em larga escala.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.