Múltiplas linguagens em tempos de tecnologias digitais: influências da cultura digital nos processos comunicativos

Lidiane Goedert, Tânia Regina Unglaub da Rocha, Klalter Bez Fontanda Arndt

Resumo


Essa comunicação apresenta reflexões decorrentes de uma experiência educativa desenvolvida na oficina intitulada "Múltiplas linguagens em tempos de tecnologias digitais: influências da cultura digital nos processos comunicativos". Esta oficina fez parte das ações do Programa de Extensão intitulado “Entrelaçamentos entre Educação, Cultura e Memória: diálogos por múltiplas linguagens”, o qual foi financiado pelo Edital PAEX/UDESC 08/2016 e integrou as atividades de extensão desenvolvidas pelo Centro de Educação a Distância, da Universidade do Estado de Santa Catarina, no decorrer do ano de 2017. A apropriação das tecnologias digitais de rede (TDR) é uma das tantas dimensões que precisam ser incorporadas na formação de educadores, por isso é necessário oportunizar espaços diversos de formação, incluindo a extensão universitária, que potencializem o conhecimento para transitarem pela linguagem hipermidiática e adquirirem fluência digital. Partindo dessa premissa, a referida oficina foi organizada com uma carga horária de sessenta horas e com atividades de interação realizadas no ambiente virtual de aprendizagem Moodle, além de uma atividade presencial. Destinou-se à educadores do ensino fundamental e acadêmicos de cursos de licenciatura. Foram matrculados trinta e três participantes, dos quais dezoito eram professores do ensino fundamental da Rede Municipal de Ensino de Laguna em Santa Catarina. Durante a etapa online foram proporcionadas atividades com o objetivo de provocar debates e reflexões sobre os desafios e as oportunidades que as linguagens digitais oferecem para a educação. Na atividade presencial o foco foi a vivência do planejamento com TDR, buscando analisar as possibilidades, as potencialidades e as limitações que envolvem o seu uso no processo ensino-aprendizagem. A análise das atividades desenvolvidas, assim como o resultado da avaliação da oficina pelos cursistas, evidenciou que os objetivos propostos foram alcançados. Os professores e futuros professores participantes puderam expor suas limitações envolvendo a apropriação das TDR. Também houve oportunidade para despertar a sensibilização para o uso das linguagens digitais na prática docente por meio da discussão de possibilidades de utilização destes importantes artefatos pedagógicos. Concluímos que ações de extensão universitária podem constituir espaços de significativa aprendizagem sobre o uso pedagógico das TDR, além de contribuir significativamente para preparar os educadores para trabalhar com essas tecnologias e com as transformações sociais e atitudinais que elas imprimem à dinâmica escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


Freire, Paulo. (2006). Extensão ou Comunicação. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Marcon, K. (2015). A inclusão digital de educadores a distância: Estudo multicaso nas Universidades Abertas do Brasil e de Portugal. 2015. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Marcon, K. & Goedert, L. (2015). Apropriação tecnológica na formação inicial de professores: uma experiência no curso de Pedagogia CEAD/UDESC. In: Pandini, C. et al. (Orgs.). Práticas pedagógicas na educação a distância: reflexões, experiências e processos. Florianópolis: UDESC.

Tapscoot, D. (2010). A hora da geração digital - Como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Rio de Janeiro: Agir Negócios.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.