UMA CONEXÃO ENTRE A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA E A PRÁTICA DO FUTURO PROFESSOR DE MATEMÁTICA

Ivanete Zuchi Siple, Marnei Luis Mandler, Tatiana Comiotto, Silvia Teresinha Frizzarini, Joyce Finamor

Resumo


Este artigo discorre sobre as ações realizadas no programa de extensão intitulado “Playground da Matemática”, por meio de um trabalho colaborativo entre comunidade, professores e alunos do curso de Licenciatura em Matemática da Universidade do Estado de Santa Catarina- UDESC. Trata-se da descrição das ações contempladas nesse programa, seus objetivos, público contemplado, bem como alguns dos resultados obtidos nessas ações. Também destaca as atividades realizadas nessas ações e que servem como elementos importantes para a conexão entre a extensão universitária brasileira e a prática do futuro professor que ensina matemática.  Compreender a Extensão como uma via de mão dupla, com trânsito assegurado à comunidade acadêmica, que encontrará na sociedade a oportunidade de elaborar a práxis de um conhecimento acadêmico, é essencial à sua reflexão teórica que será acrescida àquele conhecimento do aprendizado adquirido (BRASIL, 2000/01). O programa Playground da Matemática propicia a comunidade acadêmica essa reflexão, abordando a temática da matemática na Educação Infantil desde o ano de 2010. Nos últimos anos esse programa, trabalhou com três ações integradas que contemplaram: a Matemática na Educação Infantil; a Tecnologia e Alfabetização Matemática; e os materiais didático-pedagógicos para o ensino de matemática. No percurso dos anos, o programa teve mudanças em algumas de suas ações na busca de sempre articular o desenvolvimento acadêmico com as necessidades da comunidade. Na extensão, o público é também sujeito do processo, portanto, seus interesses, participação e construção do conhecimento, em comunhão com a equipe do projeto, visam ao desenvolvimento de todos como pessoas. Atualmente as ações integradas são: 1) A matemática na educação infantil - ação desenvolvida nos Centros de Educação Infantil - CEIs visando propiciar atividades que possibilitem à criança a pensar e a resolver problemas, valorizando a comunicação, a exploração de ideias matemáticas relativas a números, medidas, geometria e noções intuitivas de estatística, de forma a despertar nas crianças o interesse e a curiosidade acerca da matemática. 2) Profissão Professor: Essa ação visa divulgar a Licenciatura em Matemática nas escolas, atraindo o estudante do Ensino médio para a profissão Professor, bem como divulgar aos professores o mestrado em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias. 3) Materiais didáticos-pedagógicos para o ensino de matemática - desenvolvimento de materiais que possibilitem auxiliar os processos de ensino e aprendizagem da Matemática na Educação Infantil e Básica.  Essas três ações de extensão tem por objetivo principal desenvolver e aplicar atividades de matemática que possibilitem aos alunos da educação infantil ampliar o interesse e a curiosidade acerca da matemática e atrair o jovem para a docência, como profissão. As atividades das ações 1 e 3 são realizadas com as crianças, de 5 a 6 anos,  nos CEIs e encontra-se já em sua sétima edição, contemplando 14 turmas alocadas em distintos CEIs.  A ação 2 Profissão Professor encontra-se em sua primeira edição. Essas ações propiciam aos professores, futuros professores e comunidade períodos de práticas que podem ser realizadas em sala de aula de maneira significativa e articuladas com as propostas de alfabetização, evidenciando a importância do lúdico nos processos de ensino e aprendizagem de crianças desta faixa etária. 


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. 2000/2001. Plano Nacional de Extensão Universitária Edição Atualizada. Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras e SESu / MEC. Brasil.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.