GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS MARXISMO E POLÍTICAS DE TRABALHO E EDUCAÇÃO

Elza Margarida de Mendonça Peixoto

Resumo


Sediado na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, o Grupo de Estudos e Pesquisas Marxismo e Políticas de Trabalho e Educação – MTE tem como proposta congregar pesquisadores e estudantes especialmente interessados no estudo do materialismo histórico e dialético conforme elaborado e desenvolvido por Marx e Engels e em seus desenvolvimentos posteriores reconhecidos como marxismo. À luz deste referencial, estamos interessados na investigação e análise das condições objetivas em que se dá a produção da existência no capitalismo, e nela/dela, as demandas por práticas, políticas, produção do conhecimento e formação que resultam em projetos educacionais voltados à formação para (a) o trabalho, (b) as relações de trabalho e (c) o tempo livre. Tomando a crítica como processo que visa “ver bem”, nossas investigações buscam os pressupostos (ontológicos, gnosiológicos, axiológicos e teleológicos) das diferentes matrizes teóricas subjacentes à formação em ciências humanas nos nexos com a disputa de interesses decorrente da luta de classes entre capital e trabalho. Há três projetos centrais a partir dos quais desenvolvem-se os projetos de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado: (1) “Pressupostos da Concepção Materialista e Dialética da História: contribuições para o estudo das práticas, das políticas, da produção do conhecimento e da formação em ciências humanas”; (2) “A prática como critério de verdade: a posição marxista clássica e as contribuições para a formação para o trabalho pedagógico”; (3) “Condições de trabalho e formação dos professores de educação física que atuam na rede de educação básica dos estados da região nordeste”. As pesquisas PIBIC do período 2017-2018 estão envolvendo a  pesquisa documental nas Secretarias de Estado sobre as “Condições de trabalho e condições de formação de professores de educação física nas escolas da rede estadual de educação sediadas na cidade de salvador” – Yuri Costa e Nayara Bessa. No âmbito da Pós-Graduação Stricto-Sensu – Mestrado, os estudantes estão investigando: (a) “Proposições pedagógicas em educação física” – crítica das teorias do desenvolvimento humano e da aprendizagem” – Nívia de Moraes Bispo; (b) “Proposições pedagógicas em educação física e o problema da marginalidade – relações sociedade/educação/escola/educação física” – Janaina Rodrigues de Jesus; (c) “A produção do conhecimento sobre trabalho e educação no serviço social” – Lorena Costa Batista. No âmbito da Pós-Graduação Stricto-Sensu – Doutorado, os projetos enfocam: (i) “A organização do trabalho educativo com o jogo na formação de professores de educação física” – Rogério Massarotto de Oliveira; (ii) “Indústria da cultura corporal em academias de ginástica no Brasil: nexos e determinações da reestruturação produtiva” – Bárbara Cristina Pupio; (iii) “Intensificação do trabalho docente nas IFES e a política de ciência tecnologia e inovação (CT&I): nexos e determinações” – João Paulo Dória de Santana; (iv) “A centralidade do lúdico na formação humana: crítica das teses de Johan Huizinga” – Marcelo Ferreira; (v) “Currículo de formação de professores de educação física: requisitos para uma formação na perspectiva da pedagogia histórico-crítica” – Jaqueline Rodrigues da Silva; (vi) “Políticas de formação de professores de Educação Física no Estado da Bahia” – Itamar Silva de Sousa; (vii) “Indústria da Cultura Corporal – Cadeia produtiva das Lutas como espetáculo” – Elson Moura Dias Junior; (viii) “Modo de vida e educação: Leon Trotsky” – Otávio Aranha”.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.