CONSCIENTIZAÇÃO E PROMOÇÃO DE CAMPANHA DE MEDULA ÓSSEA

Samir Antonio Rodrigues Abjaude, Maria Thereza de Andrade Pereira Santos, Wagner Costa Rossi Junior, Alessandra Esteves

Resumo


O transplante de medula óssea representa uma medida terapêutica bem sucedida para determinadas doenças, mas necessita de uma compatibilidade HLA mais próximo possível entre o doador e o paciente. A chance de se encontrar um doador compatível torna-se uma dificuldade, pois a relação é de uma medula compatível em cada cem mil no Brasil. Esta possibilidade de compatibilidade tende a aumentar quando há um maior número de doadores cadastrados. O projeto ADOTE UMA VIDA surgiu em 2009 com o intuito de sensibilizar as pessoas da importância da doação de órgãos e tecidos, abordando inicialmente o tema doação de órgãos e a doação de córnea. Após a discussão dos resultados deste primeiro ano de atividade, surgiu a ideia dos integrantes em abordar a cada ano um novo tema, como a doação de medula óssea em 2010. O projeto percorreu escolas de Alfenas-MG e realizou campanhas educativas. Houve também a aplicação de formulários antes das palestras, que permitiu a avaliação das atitudes dos participantes e estabelecer novas metas para o projeto. A maior conscientização do projeto foi para 1.145 pessoas e ocorreu em 2011 para divulgar com a Campanha de Doação de Medula Óssea organizada pela Residência Multiprofissional em Saúde da Família da UNIFAL-MG e seus colaboradores, incluindo o projeto ADOTE UMA VIDA, obtendo 1.800 cadastros. O projeto ADOTE UMA VIDA teve grande impacto na abordagem de medula óssea, pois além de ministrar palestras e levantar o problema, também conseguiu participar da intervenção na realização da campanha.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais



Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico) Indexada REDIB http://www.redib.org/