CURSO DE EXTENSÃO MAIS E MELHOR IDADE: O ENVELHECIMENTO ATIVO SOB O OLHAR DA UNIVERSIDADE

Deise Baixo Duarte Furtado, Ceili Borba Furtado, Heitor Luiz Furtado, Maira Naman

Resumo


Uma das principais preocupações do envelhecimento é o surgimento de demências, as quais incapacitam o indivíduo em suas funções mentais superiores e inviabilizam sua autonomia. Este artigo tem por objetivo apresentar a contribuição do curso de extensão ‘Mais e Melhor Idade’ para o envelhecimento saudável a partir de procedimentos que estimulam o aprendizado de novos conhecimentos utilizando estratégias variadas. O Curso “Mais e Melhor Idade” é um fruto de um projeto de extensão em desenvolvimento desde 2005 no Centro de Educação Balneário Camboriú, da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), com a proposta de aulas teórico seguindo o cronograma dos semestres letivos. Ao se inserir neste contexto, o aluno de maior idade, é convidado ao mundo do conhecimento e do convívio social, fatores fundamentais para a manutenção da qualidade de vida. Para tanto, utiliza-se imagens, vídeos, músicas, linguagem escrita, localizações de espaços em mapas, visitas a locais estudados para ilustrar um mesmo tema. O aluno é envolvido na leitura, na escrita, na declamação de poesias, na argumentação oral e sensibilizado para o desenvolvimento de senso crítico. Este processo contínuo de novas experiências e aprendizados, exige a atuação de várias funções cognitivas e favorece a neuroplasticidade matendo o cérebro ativo. Com mesma importância, considera-se a inserção no convívio social, que possibilita a comunicação, favorece a formação de vínculos afetivos e evita o isolamento.
Palavras-Chave: Envelhecimento. Universidade. Saúde.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais



Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico)