IMPORTÂNCIA DAS AÇÕES PREVENTIVAS PARA O CONTROLE DA SÍNDROME METABÓLICA

Monique da Silva Gevaerd

Resumo


A Síndrome Metabólica (SM) é um transtorno complexo, representado por um conjunto de fatores de risco para o desenvolvimento de complicações cardiovasculares. Os critérios para o diagnóstico da SM são obesidade abdominal, verificada através da circunferência abdominal (homens > 90cm e mulheres > 80cm) e mais dois dos seguintes fatores: pressão arterial >130mmHg ou >85mmHg, glicemia >100mg/dL, triglicerídeos >150mg/dL, HDL-colesterol nos homens <40mg/dL e nas mulheres <50mg/dL. O presente estudo teve como finalidade desenvolver ações de prevenção da SM, disponibilizando a comunidade avaliações clínico-laboratoriais específicas para o seu diagnóstico. Adicionalmente foram realizadas orientações sobre alimentação e atividade física, visando a conscientização para uma mudança do estilo de vida. Foram atendidos 151 indivíduos com idade média de 49,98 ± 16,31 anos. Os valores de pressão arterial sistólica e diastólica se mantiveram normais. Foi verificado que 32,45% dos indivíduos apresentavam sobrepeso e 65,56% estavam com valores acima da medida da circunferência abdominal de referência. Adicionalmente, 84,76% apresentaram variações nos parâmetros bioquímicos, sendo que 33,11% dos indivíduos apresentaram pelo menos um parâmetro alterado. Os demais indivíduos, 66,89% apresentaram duas ou mais alterações bioquímicas. Verificou-se que do total dos 151 participantes do projeto, 32 (21,19%) foram classificados como portadores da SM, sendo 29 (19,20%) do sexo feminino e 3 (1,86%) do sexo masculino. Por fim, acredita-se que a implantação de medidas preventivas, através da conscientização da comunidade sobre a realização de exames periódicos, reeducação alimentar e a prática regular de atividade física, possam melhorar a qualidade de vida de indivíduos com SM.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais



Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico) Indexada REDIB http://www.redib.org/