PERFIL DO CURSO DE EXTENSÃO MAIS E MELHOR IDADE: A ACADEMIA E O LAZER CULTURAL

Deise Baixo Duarte Furtado, BRUNA SIMON, CEILI BORBA FURTADO, PATRICIA LOSS DONATO, SONIA DIAS, THIAGO MAZZUCO

Resumo


Um segmento que está em constante crescimento é o público da melhor idade Com a evolução da tecnologia e a conseqüente melhoria da qualidade de vida, este público requer alternativas que venham a suprir as suas demandas. O Curso de extensão Mais e Melhor Idade, ao ser implantado vem atender esta clientela. Cumpre uma vocação natural e social importante no despertar do cidadão criativo, criador, preocupado com os rumos do indivíduo cada vez mais solitário. Dessa forma o homem solitário passa a preocupar-se com a utilização dos materiais e técnicas adormecidas ou sublimadas que precisam ser transformadas em idéias e práticas. Este artigo tem por objetivo apresentar o perfil das alunas do Curso Mais e Melhor Idade, bem como descrever as saídas de campo como favorecedoras do conhecimento de novas culturas. O Curso de Extensão Mais e Melhor Idade realiza visitas monitoradas para enriquecer aspectos históricos, geográficos, lúdicos, turísticos de lazer com base local e/ou regional. A base cultural local e regional nos permite conhecer o Universo cotidiano onde a Universidade está inserida favorecendo a ampliação da leitura do mundo e a prospecção para o futuro. O lazer cultural é o elo de ligação que favorece a troca e o aprendizado de novos conhecimentos, de novas perspectivas, de criação de novos hábitos e contribui para a melhora da qualidade de vida.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais



Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico)