A IMPORTÂNCIA DA DOAÇÃO DE SANGUE E FORMAÇÃO DE NOVOS DOADORES EM PALMITOS, SC

Patricia Franco, Bernadete Kreutz Erdtmann, Darléa De Cézaro

Resumo


O município de Palmitos apresenta um número reduzido de doadores de sangue
evidenciando a necessidade de captar novos doadores. Com ações de caráter motivador e educacional pretendeu-se formar novos grupos de doadores de sangue no município. Para alcançar este objetivo realizou-se oficinas/palestras buscando desmistificar os mitos e ressaltar a importância da doação de sangue para a população. Ao decorrer desta atividade formou-se grupos de doadores que foram encaminhados ao Hemosc-Chapecó. Paralelamente, houve divulgação através de cartazes e panfletos, anúncios informativos na rádio AM e FM e publicação de textos educativos no jornal local. Realizou-se o exame de pré-teste para doação de sangue e posteriormente, a coleta externa de sangue, ambas no município. Após a formação de grupos e o conseqüente aumento de doadores, atualizou-se o cadastro dos mesmos na Unidade Básica de Saúde do município de Palmitos, que de 120 doadores no ano de 2005, conta hoje com 331 doadores aptos. Os resultados obtidos foram bastante satisfatórios, houve participação crescente dos cidadãos nas ações do projeto e elevado padrão de sangue coletado. Neste ano foram coletadas oitenta e oito bolsas de sangue, 26% a mais que no ano anterior. Desta forma, o projeto
contribuiu para a desmistificação da doação de sangue, para o aumento do número de doadores com elevada qualidade do sangue coletado, viabilizou a coleta externa anual no município, ajudou a diminuir as faltas no banco de sangue da região, incentivou o exercício da cidadania e a promoção da saúde dos cidadãos que precisam de transfusão sangüínea.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais



Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico) Indexada REDIB http://www.redib.org/