COMO VAI A SUA PELE? : UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DA DERMATOLOGIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE NO AMBIENTE UNIVERSITÁRIO

Alanna dos Santos Delfino, Matheus Eugênio de Sousa Lima, Amanda Sousa de Lima, Maria das Graças Barbosa Peixoto

Resumo


RESUMO: As afecções dermatológicas apresentam alta prevalência no Brasil. Apesar disso, o desconhecimento a cerca delas, até mesmo pelos profissionais da saúde, é um dos fatores que contribui à continuidade dessa situação. Nesse sentido, durante o ano de 2017, o “Como vai a sua pele?” visou promover ações de educação em saúde sobre doenças dermatológicas prevalentes no País, para a comunidade acadêmica da Universidade Estadual do Ceará. As extensões foram desenvolvidas por estudantes de medicina que realizaram apresentações dialogadas em áreas da Universidade de intenso fluxo de pessoas. Essas ações propiciaram ferramentas de promoção do empoderamento dos participantes no processo saúde-doença.

Palavras-chave


Universitária; Mudança Social; Promoção de Saúde; Dermatologia; Educação Médica.

Texto completo:

PDF

Referências


AZULAY, R.D.; AZULAY, D.R.; ABULAFIA, L.A. Dermatologia. 6a edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, 2013.

BERNARDES, C.A.; MAGALHAES, R.F.; FRANCA, A.F.E.C. et al . Diagnóstico e Condutas Dermatológicas em uma Unidade Básica de Saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 39, n. 1, 2015. Disponível em: . Acesso em: 16 abr 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v39n1e02782013.

GOMES, T.M.; MOURA, A.T.M.S; AGUIAR, A.C. Dermatologia na atenção primária: um desafio para a formação e prática médica. Revista Brasileira Educação Médica, v. 36, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 abr 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022012000100017.

IMANICHI, D.; FILHO, J.L.G.; MORAES, C.F.; et al. Fatores de risco do câncer de pele não melanoma em idosos no Brasil. Diagnóstico e Tratamento, v.22, n.1, 2017. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2017/03/832424/rdt_v22n1_3-7.pdf. Acesso em 15 abr 2018.

MARIE-LUISE R.; MAXIMILIAN ESCH, E.B.; STEFAN, B.; Diagnosing skin disease in primary care: a qualitative study of GPs’ approaches, Family Practice, v.32, p.591–59. Disponível em: . https://doi.org/10.1093/fampra/cmv056

MARCOLINO, M.S.; ALKIMIM, M.B.; ASSIS, T.G.P., et AL. Teleconsultorias no apoio à atenção primária à saúde em municípios remotos no estado de Minas Gerais, Brasil. Rev Panam Salud Publica, v.35, n.5, 2014, Disponível em: https://scielosp.org/pdf/rpsp/2014.v35n5-6/345-352/pt . Acesso em: 15 abr 2018.

PEREIRA, F.G.F.; MATIAS, E.O.; CEATANO, J.A.; LIMA, F.E.T. Segurança do paciente e promoção da saúde:uma reflexão emergente. Revista Baiana de Enfermagem, v. 29, n. 3, p. 271-277, 2015. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v29i3.12205

RODRIGUES, A.L.L.; PRATA, M.S.; BATALHA, T.B.S. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Cadernos de Graduação - Ciências Humanas e Sociais, v.1, n.16, 2013. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/index.php/cadernohumanas/article/viewFile/494/254. Acesso em: 15 abr 2018.

STELET, B.P; CASTIEL, L.D.; MORAES, D.R. Anomalisa e o ensino da comunicação clínica na prática médica. Caderno de Saúde Pública, v. 33, n. 2, 2017 . Disponível em . acesso em: 16 abr. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00154016.






Direitos autorais 2019 Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico)