“Artesanatos” midiáticos: estudo de artes visuais difusas em TV e redes midiáticas

Aparecida Santos Scarpioni, Marcos Scarpioni

Resumo


O conceito de arte visual é muito amplo, o qual envolve diversas linguagens como: pintura, fotografia, cinema, escultura, etc. Entre as múltiplas formas e frentes das artes visuais estaria o artesanato, vigorando em meio às artes manuais e das artes populares. Neste trabalho buscamos analisar a abordagem implícita das artes visuais e suas metodologias de ensino utilizadas na confecção de objetos decorativos e/ou utensílios domiciliares que são apresentados em programas televisivos e redes midiáticas. A fim de compreender quais são as motivações e influências das artes visuais no cotidiano dos telespectadores é que questionamos: Existiria ênfase de fato nas artes visuais nos ditos “artesanatos midiáticos”? Objetiva-se então compreender em que medida a arte visual pode estar implícita na confecção de objetos e serviços, contribuindo na melhoria da qualidade de vida daqueles que desenvolvem tais práticas “artesanais”. Como procedimentos metodológicos, utilizamos a observação empírica em campo, a identificação e o registro de conteúdos de programas televisivos e em redes midiáticas, e então, efetivamos a discussão de seus conteúdos como será provado ao final.


Palavras-chave


Artes Visuais; Metodologias de Arte; Artesanatos; Ensino;

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, V. L. A Inteligência (2007). Disponível em: Acesso em: 10 Nov. 2016.

ANDRADE, M. de. O Artista e o Artesão (1938). Disponível em: Acesso em: 14 out. 2016.

BARROS, A. Arte: Um tecido de Luz. In: BARROS, A.; SANTAELLA, L. (Orgs.) Mídias e Artes – Os desafios da arte no início do Século XXI. São Paulo: Unimarco Editora, 2002. p. 33-57.

BARROSO NETO, E. O que é Artesanato - Curso Artesanato - módulo 1 (2001). Disponível em: Acesso em: 03 jun. 2016.

BENJAMIM, W. A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica. In: _________________. Magia e Técnica, Arte e Política: Ensaios sobre literatura e história da cultura. [trad. Sérgio Paulo Rouanet, pref. Jeanne Marie Gagnebin]. 3ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1987. V.1. p. 165-196.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental - MEC/SEF, 1997.

_________________. Lei n. 13.180, promulgada em 22 de outubro de 2015. Dispõe sobre a profissão de artesão e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 13 dez. 2016.

_________________. Lei n. 13.278, promulgada em 03 de maio de 2016. Altera o § 6º do art. 26 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que fixa as diretrizes e bases da educação nacional, referente ao ensino da arte. Altera o § 6º do art. 26 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que fixa as diretrizes e bases da educação nacional, referente ao ensino da arte. Disponível em: Acesso em 18 dez. 2016.

BUENO, L. E. B. Linguagem das Artes Visuais. 1 ed. Curitiba: Intersaberes, 2012.

CERTEAU, M. A Invenção do Cotidiano: Artes de Fazer. 3ª ed. [trad. Efrhaim Ferreira Alves] Petrópolis-RJ: 1998. p. 39.

COLI, J. O que é Arte. 15 ed. São Paulo: Brasiliense, 1995. (Coleção Primeiros Passos).

CONDO, T.; MARTINS, C. A.; SCARPIONI, M. Recursos Audiovisuais Aplicados na Formação de Professores de Ciências. In: 50ª Reunião Anual SPBC Ciência, Educação e Investimento, 1998, Anais..., Natal-RN, UFRN/SBPC, 1998, p. 648.

ENGELMANN, A. A. Filosofia de Arte. Curitiba: Intersaberes, 2012. p. 38-65.

FERRAZ, M. H. C. de T.; FUSARI, M. F. de R. Metodologia do Ensino de Arte. São Paulo: Cortez, 1993. (Coleção Magistério 2º Grau – série formação do Professor).

GARCIA JÚNIOR, J. A. Apostila de Artes Visuais. Disponível em: Acesso em: 27 dez. 2016.

GOLEMAN, D. Inteligência Emocional: A teoria revolucionária que define o que é ser inteligente (2011). Disponível em: Acesso em: 10 dez.2016.

KUNZLER, N. A. A arte visual no mundo contemporâneo (2010). Disponível em: Acesso em: 10 out. 2016.

LAKOMY, A. M. Teorias Cognitivas da Aprendizagem. Curitiba: Intersaberes, 2012. p. 55-62.

LIMA, R. G. Artesanato e arte popular: duas faces de uma mesma moeda? (2011) Disponível em:

CNFCP_Artesanato_Arte_Popular_Gomes_Lima.pdf.>Acesso em: 02 out. 2016.

MACHADO, A. Arte e Mídia. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

[MDIC] MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR. Portaria n. 29, de 5 de Outubro de 2010. Preconiza a base conceitual do artesanato brasileiro, na forma do Anexo, para padronizar e estabelecer os parâmetros de atuação do Programa do Artesanato Brasileiro - PAB em todo o território nacional. Disponível em: Acesso em: 01 nov. 2016.

________________. Calendário Brasileiro de Exposições e Feiras 2016. Disponível em: Acesso em: 05 dez. 2016.

RODRIGUES, C. G. Arte e Mídia. Disponível em: Acesso em: 20 set. 2016.

SANTAELLA, L. A arte contemporânea e seus enigmas. Disponível em: Acesso em: 03 jan. 2019.

SCARPIONI, M. Experimentoteca: Uma Estratégia para a Formação de Professores de Química - Estudo de sua Aplicabilidade e Sistematização de Materiais Produzidos. 2001. 78 p. Monografia (Bacharelado em Química). Centro Universitário Fundação Santo André, Santo André – SP, 2001.

________________. Artigos religiosos nos pentecostalismos: Estudo das relações dos bens simbólicos na geração de economia local em Rio Grande da Serra, periferia urbana no

Grande ABC. Luminária. Curitiba, v.18, p.41 - 58, 2016.

[SEBRAE] SERVIÇO BRASILEIRO APOIO A MICRO E PEQUENA EMPRESA. Termo de Referência - Atuação do Sistema SEBRAE no Artesanato. Brasília: SEBRAE, 2010.

________________. Pesquisa – O Artesão Brasileiro (2013a). Disponível em: Acesso em: 13 nov. 2016.

________________. Pesquisa com Comerciantes de Artesanato (2013b). Disponível em: Acesso em: 13 nov. 2016.

________________. Como montar uma loja de artesanatos (2014). Disponível em: Acesso em: 25 out. 2016

________________. Artesanato de todo o país atrai quase 10 mil visitantes em apenas dois dias (2016). Disponível em: Acesso em: 25 out. 2016.

SMOLE, K.C.S. Múltiplas Inteligências na Prática Escolar. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação a Distância, 1999. (Cadernos da TV Escola).

[SUTACO] SUPERINTENDÊNCIA DO TRABALHO ARTESANAL NAS COMUNIDADES. Dicas – O que é Artesanato. Disponível em: Acesso em: 27 ago. 2016.

___________________. Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades. Disponível em: Acesso em: 27 mai. 2018.

ZAGONEL, B. A Arte na Educação Escolar. Curitiba: Intersaberes, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Aparecida Santos Scarpioni

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Educação, Artes e Inclusão - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART -- Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais - PPGAV Fone: +55 (48) 3664-8314 -Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores - LIFE - ISSN: 1984-3178 -- Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC Centro de Artes Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88.035-001 -- Email: revistaeducacaoarteinclusao@gmail.com