A inclusão do conhecimento no ensino do desenho

Emanuella Scoz, Albio Fabian Melchioretto

Resumo


Este relato trata a inclusão na educação sob a perspectiva do discente, efetuando a inclusão deste a partir das suas capacidades de relacionar-se com o método, respeitando autonomia e cultura. Relata a experiência do uso de tecnologia webcam para modificar o método de aprendizado da prática do Desenho ligado ao programa Jovem Aprendiz numa instituição de ensino profissionalizante na cidade de Blumenau. A experiência de ensino resultou em uma pesquisa qualiquantitativa junto aos estudantes verificando a eficácia do método. Este relato tem como objetivo cartografar esta prática de aplicação instrumental e feedback[1]dos estudantes. A leitura inicia do olhar teórico sobre a prática, seguindo para análise do conjunto de dados com questões de ordem descritiva e objetiva,requerendo olhar quantitativo e apreciação escrita da estrutura teórica que segue a Metodologia de Educação Profissional proposta pela própria instituição de ensino.A análise está relacionada à inclusão do conhecimento nos diversos níveis das capacidades humanas, no ensino das artes para prática do desenho e busca abrir possibilidades a compreensão dos instrumentos facilitadores de aprendizado e métodos de ensino.


[1] Do inglês: retornar a informação. Utilizando pesquisa de opinião para ouvir o posicionamento dos discentes sobre a prática. 


Palavras-chave


Inclusão; Desenho; Método;

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 10.097, de 19 de dezembro de 2000. Presidência da República,

Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, Brasília, DF, 19 dez. 2000. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2018.

DELEUZE, Gilles. GUATTARI, Felix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 23ª Ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2002.

FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade.29 Ed. Editora Paz e Terra: São Paulo, 1997.

MELCHIORETTO, Albio Fabian. RAASCH, Miriam Carla.Contribuições do uso das redes sociais virtuais no ensino. E-tech: tecnologias para a competitividade industrial. Florianópolis, n. Especial Educação, 4ª Ed, 2014, p. 123 – 134. Disponível em . Acesso em: 09 ago. 2015.

METODOLOGIA DE ENSINO. Metodologia de educação profissional.Departamento Nacional: Brasília, Agosto de 2013. Disponível em . Acesso em 23.09.2019.

MOURA, Mônica. Design para o sensível: Política e ação social na contemporaneidade. Revista ENSINARMODE. Florianópolis, Ano 1, n.3, Junho-Setembro de 2018, p.44-67. Disponível em . Acesso em 23.09.2019.

SIBÍLIA, Paula. Entre redes e paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Emanuella Scoz, Albio Fabian Melchioretto

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Educação, Artes e Inclusão - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART -- Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais - PPGAV Fone: +55 (48) 3664-8314 -Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores - LIFE - ISSN: 1984-3178 -- Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC Centro de Artes Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88.035-001 -- Email: revistaeducacaoarteinclusao@gmail.com