Características tecnológicas da cana-de-açúcar sob aplicação de doses de vinhaça em Latossolo Vermelho distroférrico

Eber Augusto Ferreira do Prado, Antonio Carlos Tadeu Vitorino, Munir Mauad, Simone Candido Ensinas, Leandro Ramão Paim

Resumo


Um dos principais subprodutos da indústria sucroalcooleira é a vinhaça a qual é rica em nutrientes, especialmente potássio. Objetivou-se com esse trabalho avaliar a qualidade tecnológica e produtividade da cana-de-açúcar, após aplicação de doses de vinhaça em cana de terceiro corte. O estudo foi realizado em um Latossolo Vermelho distroférrico, franco argilo arenoso, na usina monte verde – BUNGE, no município de Ponta Porã, MS. Foi utilizado delineamento de blocos casualizados sendo avaliadas quatro doses de vinhaça (0; 450; 600 e 750 m3 ha-1) com cinco repetições. Foi utilizada a variedade de cana-de-açúcar RB 855453 de ciclo precoce, com espaçamento entre linhas de 1,5 m. O plantio da cana ocorreu no ano de 2008, utilizando preparo convencional do solo. O POL% aumentou 3,38%, para o °BRIX% houve incremento de 5,03%, o AR% aumentou 22%, para a variável FIBRA% houve incremento de 6,7% e o ATR% aumentou 4,94%, com as doses de vinhaça. Para produtividade houve incremento de 4 Mg da menor para maior dose de vinhaça. A aplicação de doses de vinhaça melhorou a qualidade tecnológica, exceto pureza para a indústria. As doses da vinhaça aumentaram a produtividade da cana-de-açúcar.

Palavras-chave


qualidade tecnológica, Saccharum spp., resíduo, produtividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711642017386

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171