Otimização da densidade de semeadura em híbridos de arroz irrigado

Letícia Medeiros, Luis Osmar Braga Schuch, Vitor Henrique Vaz Mondo, Ariano Martins de Magalhães Júnior, Caio Sippel Dörr

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade e qualidade de grãos sob distintas densidades de semeadura em híbridos de arroz irrigado. Os experimentos foram conduzidos nos municípios de Capão do Leão e Capivari do Sul, no Rio Grande do Sul. Os híbridos BRSCIRAD 302 e BRSCIRAD AH703 CL foram analisados, nas densidades de semeadura de 10, 20, 30 e 40 kg ha-1, para os caracteres: produtividade e componentes de produção de grãos, características agronômicas, qualidade industrial e comercial de grãos de arroz irrigado. Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste F utilizando-se para a comparação dos híbridos o teste de Tukey nível de significância de 5% e para densidade de semeadura foi aplicada a análise de regressão. A partir da densidade de semeadura de 20 kg ha-1, não há efeito sobre a produtividade. A qualidade industrial de grãos dos híbridos não é influenciada pela variação na densidade de semeadura e a redução na densidade de semeadura para até 10 kg ha-1 não prejudica a qualidade comercial dos grãos. Assim, é possível recomendar o cultivo de híbridos de arroz irrigado com densidades reduzidas de semeadura, a partir de 20 kg ha-1, não afetando a produtividade de grãos e a qualidade dos grãos.


Palavras-chave


Oryza sativa L., população de plantas, qualidade de grãos, produção de arroz.

Texto completo:

PDF

Referências


AHMAD S et al. 2009. Morphological and quality parameters of Oryza sativa L. as affected by population dynamics, nitrogen fertilization and irrigation regimes. Pakistan Journal of Botany 41: 1259-1269.

AKHTER M et al. 2007. Hybrid rice research and developments in Pakistan. Asian Journal of Plant Sciences 6: 795-801.

BRASIL. 2009. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: MAPA/ACS. 399p.

CHEN F et al. 2003. Improving rice quality through crop and resource management. In: MEW TW et al. (Eds.). Rice science: innovations and impact for livelihood. Beijing, China: Proceedings of the International Rice Research Conference. p. 479-486.

COUTINHO AR et al. 2011. Redução da densidade de plantio como alternativa para o aumento da competitividade de cultivares de arroz híbrido no mercado gaúcho. In: VII Congresso Brasileiro do Arroz Irrigado: Racionalizando recursos e ampliando oportunidades. Resumos.... Balneário Camboriú: SOSBAI. p.793-796.

CRUSCIOL CAC et al. 2000. Produtividade do arroz irrigado por aspersão em função do espaçamento e da densidade de semeadura. Pesquisa Agropecuária Brasileira 35: 1093-1100.

GOULART E da S et al. 2015. Performance of rice hybrids determined by different planting arrangements. Ciencia e Inestigacíon Agraria 42: 75-83.

GRiSP. 2013. Global Rice Science Partnership. Rice almanac, 4th edition. Los Baños (Philippines): International Rice Research Institute. 283p.

HÖFS A et al. 2004. Efeito da qualidade fisiológica das sementes e da densidade de semeadura sobre o rendimento de grãos e qualidade industrial em arroz. Revista Brasileira de Sementes 26: 54-62.

LIN XQ et al. 2009. Effect of plant density and nitrogen fertilizer rates on grain yield and nitrogen uptake of hybrid rice (Oryza sativa L.) Journal of Agricultural Biotechnology and Sustainable Development 1: 44-53.

LIMA E do V et al. 2010. Participação do colmo principal e dos afilhos na produtividade do arroz irrigado, em função da densidade de semeadura. Bragantia 69: 387-393.

MARCHEZAN E et al. 1993. Relações entre a época de semeadura, de colheita e rendimento de grãos inteiros de cultivares de arroz irrigado. Pesquisa Agropecuária Brasileira 28: 843-848.

MIELEZRSKI F et al. 2008. Desempenho em campo de plantas isoladas de arroz híbrido em função da qualidade fisiológica das sementes. Revista Brasileira de Sementes 30: 139-144.

PARISOTTO E. et al. 2013. Avaliação do rendimento de grãos em função de diferentes densidades de semeadura em quatro híbridos de arroz. In: Congresso Brasileiro de Arroz Irrigado, 8. Anais.... Santa Maria: UFSM. p. 1324-1327.

PLANETA ARROZ. 2015. Qualidade do arroz produzido no Brasil ajuda a conquistar novos mercados. Disponível em: http://www.planetaarroz.com/site/noticias_detalhe.php?idNoticia= 13658. Acesso em: 04 Set. 2015.

QIN J et al. 2013. Integrated nutrient, water and other agronomic options to enhance rice grain yield and N use efficiency in double-season rice crop. Field Crops Research 148: 15-23.

SOFIATTI V et al. 2006. Efeitos de regulador de crescimento, controle de doenças e densidade de semeadura na qualidade industrial de grãos de arroz. Ciência Rural 36: 418-423.

SOSBAI. 2014. Sociedade Sul-Brasileira de Arroz Irrigado. Arroz irrigado: recomendações técnicas da pesquisa para o Sul do Brasil. XXX Reunião Técnica da Cultura do Arroz Irrigado. Bento Gonçalves: SOSBAI. 192p.

TAN Y et al. 2002. Physicochemical properties of an elite rice hybrid. Journal of the Science of Food and Agriculture 82: 1628-1636.

UPHOFF N & RANDRIAMIHARISOA R. 2002. Reducing water use in irrigated rice production with the Madagascar System of Rice Intensification (SRI). In: BOUMAN BAM et al. (Eds.). Water-wise rice production. Proceedings of the International Work-shop on Water-wise Rice Production, 8-11 April 2002, Los Baños, Philippines. Los Baños (Philippines): International Rice Research Institute. p. 71-87.

WANG D et al. 2014. Optimizing hill seeding density for high-yielding hybrid rice in a single rice cropping system in south China. PLoS ONE 9: e109417.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711732018523

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171