"Bonecas Trapeiras": vivências artográficas e formação docente para/com as infâncias

Luciana Borre

Resumo


Apresento a intervenção urbana “Bonecas Trapeiras” (2019) e suas repercussões no campo da formação de professoras/es artógrafas/os que atuam para/com as infâncias. Narro processos de ensino/aprendizagem compartilhados com estudantes do Curso de Artes Visuais – Licenciatura - da Universidade Federal de Pernambuco nas perspectivas Artográficas e da Educação da Cultura Visual. Construo um mapa afetivo de narrativas autobiográficas com pistas para a rememoração de nossas próprias infâncias, com poetas e artistas que acreditam no caminhar como prática estética e com transbordamentos nos processos de criação da intervenção urbana “Bonecas Trapeiras”, realizada em 2019.


Texto completo:

PDF

Referências


BORRE, Luciana. As imagens que invadem as salas de aula. São Paulo: Ideias e Letras, 2010.

BORRE, Luciana. Entre fios, linhas e agulhas: pesquisa narrativa a/r/tográfica e suas possibilidades na formação de professoras/es. Cartema - Revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais UFPE/UFPB, v. 5, 2016, p. 166-178.

CARERI, Francesco. Walkscapes: O Caminhar Como Prática Estética. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2013.

CONELLY, M.; CLADININ, J. Narrative inquiry. San Francisco: Jossey-Bass, 2000.

COUTO, Mia. O fio das Missangas. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

CUNHA, Susana Rangel. Uma arte do nosso tempo para crianças de hoje. In: CUNHA, Susana Rangel; CARVALHO, Rodrigo Saballa (Orgs.). Arte Contemporânea e Educação infantil: crianças observando, descobrindo e criando. Porto Alegre: Editora Mediação, 2017, p. 9-26.

CUNHA, Susana Rangel. Como vai a Arte na Educação Infantil? Revista de Educação CEAP. v. 56, 2007, p. 4-12.

DORNELLES, Leni Vieira. Infâncias que nos escapam: da criança de rua à infância cyber. Petrópolis: Editora Vozes, 2005.

GOODSON, Ivor. A ascensão da narrativa de vida. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene; SOUZA, Elizeu Clementino (Orgs.). Pesquisa Narrativa: interfaces entre histórias de vida, arte e educação. Santa Maria: Editora UFSM, 2017, p. 25- 47.

GOODSON, Ivor. Historiando o eu: a política-vida e o estudo da vida e do trabalho do professor. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene (Orgs.). Processos e práticas de pesquisa em cultura visual e educação. Santa Maria: Editora UFSM, 2013, p. 253-271.

HERNÁNDEZ, Fernando. Catadores da Cultura Visual: proposta para uma nova narrativa educacional. Porto Alegre: Mediação, 2007.

HERNÁNDEZ, Fernando. A pesquisa baseada nas artes: proposta para repensar a pesquisa educativa. In: DIAS, Belidson; IRWIN, Rita (Orgs.). Pesquisa educacional baseada em arte: a/r/tografia. Santa Maria: Editora UFSM, 2013, p. 39-62.

IRWIN, Rita. Becoming a/r/tography. Journal Studies in Art Education, volume 54, 2013, p. 198-215.

MONSELL, Alice Jean; PARANHOS, Cláudia da Silva. Bonecas feias: brincando com padrões culturais do corpo na arte e na contemporaneidade. In: Anais do 26o Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas. Campinas: Pontifícia Universidade Católica de Campinas, 2017, p.1854-1867.

VIGOTSKY, L.S. La Imaginación y el arte en la infancia. Madrid: Ed. Akal, 1996.

VIGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1985.




DOI: https://doi.org/10.5965/24471267532019073

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Grupo de Estudos Estúdio de Pintura Apotheke do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina.

ISSN: 2447-1267

Revista Apotheke é B4 em Artes no Qualis CAPES

 

 

 

 

revistaapotheke@gmail.com